Pular para o conteúdo

PÚBLICO NOS ESTÁDIOS: A PRECIPITAÇÃO É UM PASSO PARA O ARREPENDIMENTO

Ouvi hoje que ” tá cheio de baladas pelo país…não permitir público nos estádios é hipocrisia”.
Já disse várias vezes que mesmo quando opinião provoca azia , precisa ser respeitada.
Caso contrário só vai valer aquilo que gente pensa, né?
E seria assustador viver num ambiente de pensamento único.
Walter Lippman foi um jornalista americano importante.
Morreu com 85 anos em 1974.
Deixou muitos ensinamentos para quem quer aprender sempre…
Um dia ele falou que “Quando todos pensam igual é porque ninguém está pensando”.
Então, discordar é alimento para a reflexão.
O Flamengo insiste em conseguir liberação de público para os seus jogos.
O STJD acatou o pedido do clube e a CBF vai recorrer . (Leia a nota abaixo).
A volta do público só pode acontecer se as autoridades de TODOS os estados com clubes na série A, autorizarem. Simples assim.
Além disso, a pessoa que vai assinar a autorização ( na cidade ou no estado) precisa ser muito corajosa, cautelosa, técnica e muuuuito responsável.
A pergunta é : esse é o momento adequado?
A meu ver é preciso esperar um pouco mais.
Vai chegar a hora de abrir os portões, mas não nesse momento.
A precipitação é um passo para o arrependimento.

NOTA OFICIAL
“CBF emite nota e diz que vai recorrer da decisão do STJD de liberar público nos jogos do Flamengo
A íntegra da nota da CBF:
A respeito da liberação de público autorizada, em caráter liminar, pelo STJD do Futebol nas partidas de mando do Clube de Regatas do Flamengo no Campeonato Brasileiro da Série A 2021, a CBF esclarece que:
1. O pedido do C.R. Flamengo e a decisão proferida contrariam deliberação tomada pelos Clubes em reunião do Conselho Técnico da Série A, ocorrida em 24 de março de 2021 que, dentre outras questões, vedou a presença de público nos estádios até nova apreciação do assunto pelos Clubes. Tal vedação é objeto de Diretriz Técnica que integra expressamente o Regulamento Especifico da Competição.
2. Resolveram os Clubes, também, que nova apreciação da matéria somente ocorreria com a melhora dos índices epidemiológicos nas cidades-sede dos clubes participantes e desde que aprovado pelas autoridades sanitárias locais, em quantidade que garantisse a manutenção do equilíbrio técnico da competição.

Comentários

comments