Pular para o conteúdo

OS CONSELHOS podem salvar o seu clube

É bom registrar, mais uma vez, a missão importante que cabe ao Conselho de um clube.
Sabemos que muitos dos seus membros, em todos os clubes, recebem a “carteirinha” e se tornam fiéis bajuladores do presidente de plantão. Infelizmente.
A maioria dos principais clubes tem 300 conselheiros, vitalícios e eleitos.
Esse “grupo seleto” tem o dever de votar a previsão orçamentária anual da diretoria e suplementação de verba solicitada pelo executivo.
São os conselheiros que julgam contas anuais da diretoria e os pareceres do Conselho Fiscal e de outros Conselhos.
Apreciam , também, o relatório geral do Presidente.
Os integrantes dos CDs são obrigados a velar pelos interesses do clube.
Estatutos permitem que menos de 20% dos conselheiros podem exigir a convocação do Conselho Delibetativo do clube para “esclarecer dúvidas”.
Os conselheiros tem a obrigação de fiscalizar a diretoria e a administração.
Contratos importantes precisam da autorização dos ilustres conselheiros.
Balanços devem ser examinados por eles.
O clube só pode se endividar com bancos , se o Conselho autorizar.
Diante disso, os conselheiros dos grandes clubes brasileiros não podem fazer “rosto de paisagem” quando a torcida fica sabendo sobre a “pindaíba” financeira do seu clube do coração.
Ou os CDs são compostos por incompetentes para exercer a função ou a maioria de seus membros foi seduzida, cooptada ou ludibriada pelo chefe do executivo…
Portanto, se você gosta mesmo do seu clube, cobre o seu “Conselheiro de estimação”…
Se você encontrar um Conselheiro no seu caminho, diga que ele não conseguirá escapar da responsabilidade de amanhã esquivando-se dela hoje…

 

Comentários

comments