Pular para o conteúdo

CUCA : “presidente do futebol” , fez mais com menos…

 

Cuca, 22 anos como treinador, 24 títulos.
Entre eles, campeão da Libertadores com o Atlético Mineiro , em 2013.
Nos últimos tempos enfrentou problemas de saúde, incluindo o COVID.
Depois de 10 anos voltou ao Santos.
Foi anunciado como técnico do Santos em 30 de julho de 2018, porém anunciou sua saída do clube ao final da temporada, motivado por problemas cardíacos e, por recomendação médica.
Em fevereiro de 2019 foi para o São Paulo e demitido no final de setembro , depois da derrota para o Goiás.
Voltou ao Santos em agosto de 2020.
O cofre do clube vazio…e repleto de problemas .
Os dramas vividos pelo clube já são conhecidos.
Foi “eleito” por Marinho como “presidente do futebol”.
Com todas as dificuldades e sem ter condições de receber reforços, o time faz uma campanha digna do Brasileiro e ótima na principal competição do continente.
É finalista da Libertadores, atropelando o Boca Juniors.
O quase sessentão Cuca está vivendo um momento especial.
Nessa temporada fez mais, com menos.
O clube teve momentos de grande confusão, marcou pela bagunça e beirou a avacalhação.
Mas, Cuca e os jogadores conseguiram se distanciar das discussões políticas e da balbúrdia administrativa.
Agora, o clube tem nova direção que vai tentando apagar os incêndios deixados nos últimos 10 anos.
Cuca deixou claro que seu time tentaria fazer um bom campeonato brasileiro, mas a prioridade era a Libertadores. Entendia que pelo sistema de disputa as chances seriam maiores. Acertou.
Para esse bom momento vivido pelo futebol do Santos, a experiência do professor Cuca foi fundamental.
As “trombadas” que ele sofreu na sua caminhada , serviram para driblar os obstáculos que surgiram à frente.
Ele soube o que fazer com aquilo que apareceu adiante…
Supersticioso ? Ele ri e diz que é um exagero.
Mas, evitar superstição é outra superstição…

Comentários

comments