Pular para o conteúdo

Egito, o destino sempre eterno

Divulgação: Egypt Nile Cruise/Robert Manner
Egito, o destino sempre eterno
Cruzeiro pelo Nilo

Depois do espetáculo promovido pelo Egito em plena pandemia para a abertura do novo Museu Nacional da Civilização Egípcia, o país está de volta ao ranking dos principais destinos possíveis. O antigo Museu Do Cairo, construído em 1897 guarda precisosidades como papiros originais, artefatos e mais de 180 mil pedras. Uma das relíquias imperdíveis para contemplar é a máscara do jovem faraó Tutankâmon em puro ouro sólido. O faraó virou rei muito cedo, aos 9 anos e morreu aos 19. 

Foto: Egyptian Tourism Authority/Sarah Anippe

A máscara de ouro pesa 11 quilos. “O significado para os antigos, é que colocando essa máscara na múmia, a alma seria reconhecida e ajudaria na ressurreição”, me conta Renata Ickowicz da operadora Mandala Tours. Ela acabou de fazer uma grande viagem pelo Egito, vasculhando preciosidades. O resultado é um roteiro de viagem personalizado, luxuoso e exuberante.

Foto: Egyptian Tourism Authority

CAIRO
Na caótica Cidade do Cairo, é quase obrigatório ir conhecer o novo Museu Nacional da Civilização Egípcia foi inaugurado em abril de 2021. Ele é o novo lar das múmias reais. “É uma experiência imperdivel! Ele fica a menos de trinta minutos do antigo Museu do Egito. O que mais me chamou a atenção foram as salas das múmias”, explica Ickowicz. Estão em exposição: múmias de dezoito reis e quatro rainhas do Egito, juntamente com seus sarcófagos, artefatos e papiros.

Foto: Renata Ickowicz
Foto: Renata Ickowicz
Foto: Egyptian Tourism Authority/Amunet Bahhar

NILO, O RIO DA VIDA!
Um cruzeiro pelo rio Nilo é essencial para que se possa ver e entender o legado do Egito Antigo. A verdade é que desde os tempos de Menés, Ramsés, Hatshepsut, Tutankâmon ou Cleópatra – alguns dos faraós e rainhas mais poderosos da história – pouca coisa mudou por ali. O Egito antigo floresceu em pleno deserto, graças às dádivas do rio Nilo. E embora uma parte do rio tenha sido domada pela represa de Assuã, pouca coisa mudou no seu curso e ele continua conduzindo com força a trajetória de uma das civilizações mais imponentes que já pisou na Terra. Suas margens de contornos eternamente verdejantes continuam mostrando porque os egípcios sempre o adoraram.

Foto: Renata Ickowicz

CRUZEIRO PELO NILO
O rio Nilo é imenso. Atravessa Egito, Sudão, Sudão do Sul, Etiópia, Uganda, República Democrática do Congo, Quênia, Tanzânia, Ruanda e Burundi. Tem quase 7 mil quilômetros. Disputa com o rio Amazonas o título de maior rio do mundo, em extensão.De Luxor até Assuã você percorrerá aproximadamente 200 quilômetros de um trecho privilegiado, com um tremendo legado arqueológico que inclui: Templo de Philae, Templo de Kom Ombo, Templo de Horus, Templo de Khnum, Vale dos Reis onde está a Tumba de Tutankamon, Vale das Rainhas onde está a Tumba de Nefertari, Templo da Rainha Hatshepsut, Colosso de Memnon, Templo de Karnak e o Templo de Luxor.

Templo de Hatshepsut (Foto:Omari Khons)

As pirâmides milenares do Egito são apenas uma parte desse destino espetacular, que voltou com força total. Na terra dos faraós, você faz um cruzeiro pelo Nilo visitando os principais templos em Luxor e Assuã, como Hórus e Abu Simbel. Luxor abriga um dos mais impressionantes conjuntos arqueológicos do mundo. Ideal para os apaixonados por história e arqueologia. “O Templo de Karnak é o maior templo do mundo. É emocionante andar percorrendo e admirando as 134 colunas construídas por Ramsés II. A famosa ‘avenida das esfinges’, retratada nos filmes épicos tem 2,5km de extensão. Cruzando a avenida observamos aproximadamente 1600 esfinges, com 3 mil toneladas cada estátua. É essa via que une o templo de Karnak ao templo de Luxor”, conta Renata.

Vale dos Reis em Luxor (Foto:Mohhamed Reem)

DEUSES

Os deuses Hórus e sua mãe Ísis carregam a chave da vida na mão esquerda. Hórus é representado pela cabeça de um falcão e seus olhos fazem referência ao sol e a lua. Diz a lenda que ele foi concebido após a morte de Osíris, quando Ísis na forma de pássaro pousa sobre a múmia do marido.

Templo de Philae (Foto:Mohhamed Reem)

O Templo de Hórus é imenso. Tem 137 metros de comprimento por 79 de largura. A entrada é guardada por duas estátuas do deus falcão em granito. No seu interior tem várias colunas e um santuário no fundo do templo.

Passeio de balão em Luxor (Foto:Getty Images)

BALONISMO NO DESERTO
Um passeio super recomendado por Renata é fazer um sobrevoo de balão de ar quente. A partir de Luxor, você toma um barquinho até o local de onde eles partem. Lá do alto, você aprecia a vista privilegiada do deserto do Saara, do rio Nilo e dos templos históricos.  Nesse passeio de balão, dá também para observar até as ruínas do entorno de Luxor.

Foto: Renata Ickowicz

SEGREDO EGÍPCIO
A 150 km ao sul do Cairo, fica o Deserto Fayoun. Um verdadeiro oásis do deserto! Dizem os antigos que é um dos segredos mais bem guardados do Egito em dos lugares mais propícios para relaxar e meditar. “O Lago Quaroun preserva fósseis de baleias, tartarugas, e animais do fundo de um mar de 40 milhões de anos. Vale a pena passar um dia ou melhor ainda, dormir umas 2 noites antes de voltar para descansar e curtir esse lugar lindo” revela Renata Ickowicz.

Esta reportagem teve o apoio de Mandala Tours
www.mandalatours.com.br