Pular para o conteúdo

Bali – A terra dos deuses

Bali – A terra dos deuses

Bali, na Indonésia é a ilha mais universalmente amada do  planeta. E apesar de ser quase um clichê, não há muito a discordar. Frutas exóticas, terraços de arroz cênicos, templos na selva, hotéis de charme e aqueles finais românticos de tarde surreais.. há muito para escolher. 

Localizado entre a ilha de Java e Lombok, Bali possui uma cultura rica e diversificada que é bastante peculiar. A arquitetura balinesa abriga milhares de templos hindus por todos os cantos e recantos. 

O enigmático templo Uluwatu

Uluwatu significa “templo dos macacos” e é uma das atrações mais incríveis da ilha. Ele fica à beira de um penhasco, com cerca de 70 metros, em frente ao mar. 

Aqui você experimenta momentos inesquecíveis onde o sol se põe lentamente no horizonte. É nesse momento, que uma bela serenata acontece. A dança típica de Bali conta um drama fragmentado do Ramayana, um sânscrito hindu.

A dança Kecak conta a história do Ramayana em que Sita, a esposa do príncipe Rama, é raptada pelo ogro Rahwana. 

Ubud : o refúgio onde os sonhos se realizam

Longe do mar e no centro da ilha fica Ubud, cercada por densas florestas tropicais, paisagens únicas e muita tradição local. Apesar do clima zen, há uma excelente infraestrutura turística. Embora Bali seja principalmente associada ao mar e à areia, há muitas outras formas de aproveitar a atmosfera romântica, relaxar e se apaixonar. 

Logo vem à mente Julia Roberts no famoso filme “Comer, rezar e amar” e tudo fica imediatamente claro: há uma selva, campos de arroz, piscinas com borda infinita, retiros de spa, massagem, yoga, meditação, espiritualidade e comida convidativa para aproveitar. É difícil dizer se foi o livro de memórias da autora americana Elizabeth Gilbert ou Julia Roberts que fizeram com que Ubud ficasse tanto em evidência. 

De verdadeiros jardins suspensos brotam piscinas infinitas no meio da selva. Ubud é a escapada perfeita para todos os amantes da natureza que procuram tranquilidade e serenidade. 

Pode-se escolher entre uma grande variedade de resorts elegantes, villas luxuosas com piscina privativas, casas na árvore ou propriedades isoladas. No detalhe, um bangalô romântico do Ayung Resort Ubud, disputado por casais em lua de mel. 

Tegalalang é como são chamados os arrozais, verdadeiros terraços de arroz. Além de ser a base da alimentação da indonésia, o cultivo de arroz faz parte da cultura local. Acontecem rituais milenares intrinsecamente ligados à religião, em homenagem à Deusa do Arroz, Dewi Sri e à filosofia do povo balinês.

Ubud se tornou uma das capitais da yoga e do encontro espiritual. Há muita gente que vem para cá passar uma temporada com este propósito. Algumas pessoas até acreditam que este é um lugar mágico onde os sonhos se realizam. Na era atual dos smartphones, compartilhando tudo o que fazemos online, uma das melhores maneiras de recarregar é desconectar. Fazer isso em um ambiente que está implorando para ser experimentado ao invés de simplesmente fotografado dá uma grande sensação de paz e gratidão por momentos de quietude.

Gastronomia

 As ilhas da Indonésia se tornaram a meca dos veganos, amantes da comida orgânica e fãs de um ambiente ecológico. A comida daqui é um exemplo perfeito da fusão culinária do mundo. Ela é caracterizada pelo uso de legumes e especiarias aromáticas disponíveis localmente. 

Um pouco do sabor intenso dos pratos típicos da Indonésia vem de ingredientes agridoces, como o molho de soja doce e espesso chamado “kecap manis”, que é usado em inúmeros pratos. Outros ingredientes como tamarindo, limão, gengibre, açafrão e erva-cidreira também são usados para dar um sabor agridoce aos pratos.

Na sobremesa, o maior destaque é a fruta do dragão, uma variação lilás da exótica pitaia. Com alto teor de antioxidantes, é recomendada para melhorar o metabolismo.

Serviço

Luciano Garcia viajou à convite da Embaixada da Indonésia em Brasília 

Site de Turismo Oficial : www.indonesia.travel