Pular para o conteúdo

Altar: hospede-se em uma casa flutuante em Joanópolis, SP

Altar: hospede-se em uma casa flutuante em Joanópolis, SP

Você já pensou em se hospedar em uma casa flutuante, “no meio do nada”, onde o acesso à casa é feito apenas por barco? Vivemos essa experiência no Altar (faça sua reserva aqui), uma casa-barco localizada na represa de Jaguari, em Joanópolis, São Paulo. Essa foi mais uma descoberta da série #CaçadoresDeAirbnb.

O projeto lançado no início de 2020 é dos empresários Facundo Guerra – dono e CEO do grupo Vegas e conhecido como o “Rei da noite na cidade de São Paulo” – e Rodrigo Martins, da Agência Nuts.

JÁ SEGUE O TRIPTOFOLLOW NO INSTAGRAM? @TRIPTOFOLLOW

Inicialmente, Facundo queria construir uma casa para ser “fuga” da vida atribulada, para conseguir se desconectar e se “reencontrar com aquilo que é realmente importante”, disse Facundo. Daí surgiu a ideia da casa isolada, autossuficiente e autônoma, um espaço que proporciona uma vivência de desconexão do seu dia a dia e reconexão com você mesmo, com pessoas que são importantes em sua vida e, claro, com a natureza.

View this post on Instagram

Quem se hospedaria em uma casa flutuante? 🙋🏻‍♀️🙋🏻 Chegamos no @altar.br e esta já é uma das melhores experiências que já vivemos aqui no Trip! A casa na represa Jaguari, em Joanópolis, é totalmente autossuficiente e autônoma. É uma casa, mas também poderia ser chamada de barco já que é um projeto naval e segue todas as normas da Marinha! Uma das melhores partes durante os dias por aqui é a vista. Apesar dela ficar ancorada, sua orientação muda de acordo com a direção do vento. Esses caiaques (da foto e do vídeo – ARRASTA PRO LADO!) ficam à disposição dos hóspedes! Estamos mostrando toda a experiência lá nos stories (destaque Joanópolis)! Marca o @ de quem você acha que TEM QUE TE TRAZER nesse lugar! #CaçadoresDeAirbnb #cabin

A post shared by Trip To Follow (@triptofollow) on Sep 22, 2020 at 4:22pm PDT

A construção da casa, batizada de Altar, demorou 6 meses para ser finalizada e abriu suas portas em fevereiro. “Ela é pequenininha, mas o sonho é grande. Você não imagina o trabalho que deu montar essa casa”, afirmou. Posso imaginar, Facundo!

Leia também:

A casinha de 38 metros quadrados de área interna e 26 de área externa, que era uma ideia “simples” entre amigos, explodiu e virou uma das casas mais desejadas do Brasil. Não por acaso essa é a única propriedade brasileira na plataforma Unique Homes do Airbnb.

Altar, casa flutuante em Joanópolis (Foto: Trip To Follow)

Altar, casa flutuante em Joanópolis (Foto: Trip To Follow)

Esse é o primeiro Altar de Facundo, mas há planos de expansão, inclusive dentro da própria Fazenda Pedra Alta – uma pedra a dois mil metros. Para levar a casa até lá, só de helicóptero. Será que já podemos colocar na nossa listinha de desejos?

No momento, uma nova casa, a Altar Prainha, já está sendo finalizada (faça sua reserva aqui). Como o próprio anúncio no Airbnb diz, “uma casa com uma prainha de água doce privativa, uma hora e meia de São Paulo e a poucas centenas de metros da primeira casa, na represa mais linda de São Paulo”. Se anima?

Altar, casa flutuante em Joanópolis (Foto: Trip To Follow)

Altar, casa flutuante em Joanópolis (Foto: Trip To Follow)

|O Altar

A casa fica próxima da capital de São Paulo e foi colocada em na Fazenda Pedra Alta, local que cumpre todos os requisitos da ideia de fuga dos criadores. Coincidentemente, Marcelo Hannud, o proprietário da fazenda, já tinha planos de fazer uma casa flutuante. Não poderia ter melhor junção.

O Altar saiu do papel e foi para a água, literalmente, após uma parceria com a SysHaus, empresa de design que tem projetos inteligentes de casas pré-fabricadas. A casa tem um quarto com uma cama de casal, um banheiro, uma cozinha equipada e uma sala com lareira. Acomoda até 4 pessoas (é possível negociar antes, já que o anúncio do Airbnb indica que a casa é apenas para 2 pessoas).

A estrutura é metálica, com placas cimentícias e sistema de ventilação e iluminação que privilegiam soluções naturais. As paredes têm um revestimento especial e é responsável pelo conforto termoacústico

A madeira usada na construção veio de reflorestamento e foi tratada para que resista à água. A casa em si tem 3,20m x 12m, com pé-direito de 2,80m. É maior e mais aconchegante que um contêiner.

Altar, casa flutuante em Joanópolis (Foto: Trip To Follow)

Altar, casa flutuante em Joanópolis (Foto: Trip To Follow)

É uma casa ou é um barco?

Sim, o Altar poderia ser chamado de barco. É um projeto naval e, por ser uma embarcação, é equipado com coletes salva-vidas e extintores de incêndio, além de seguir as normas da Marinha.

O Altar fica sobre uma embarcação do tipo catamarã e sua base pesa cerca de 7 toneladas. Além disso, tem 8 compartimentos estanques de flutuação, aprovados nos testes hidrostáticos, que proporciona um nível extremo de segurança de flutuação.

Essa estrutura faz com que ela balance muito pouco, ou quase nada. E podemos afirmar: a movimentação da casa é muito sutil, muda levemente sua orientação em função do vento, mas faz com que você veja diferentes paisagens em pouco tempo. Uma delícia.

Altar, casa flutuante em Joanópolis (Foto: Trip To Follow)

Altar, casa flutuante em Joanópolis (Foto: Trip To Follow)

Tem energia e água?

Claro, energia solar! Ela é gerada mesmo em dias nublados, não precisa se preocupar! A corrente de energia passa por um modulador, que a estabiliza e alimenta várias baterias de 12 volts. Uma parte da energia é transformada em 110 volts e é responsável por alimentar as luzes, tomadas e equipamentos da casa.

Evite usar secadores de cabelo, chapinhas ou ferro de passar roupa para não sobrecarregar o sistema. Aliás, quem precisa de chapinha por lá, né?

A água é aquecida através de um sistema a gás GLP, que também alimenta o fogão.

Altar, casa flutuante em Joanópolis (Foto: Trip To Follow)

Altar, casa flutuante em Joanópolis (Foto: Trip To Follow)

E para onde vai o coco?

O sistema de esgoto do Altar não gera nenhum resíduo. Eles usam um biodigestor desenvolvido especialmente pra casa. O que isso significa? Os líquidos são separados dos sólidos e o sólido é decomposto por bactérias. Isso tudo é filtrado com carvão ativado. Pronto! Resta apenas água limpa e isenta de qualquer material biológico ou poluente!

A capacidade de biodigestão da casa é três vezes superior ao necessário para uma família de 4 pessoas vivendo diariamente na casa.

E, já que tocamos no assunto, você não precisa se preocupar com o banheiro. Durante nossa estadia, recebemos muitas mensagens perguntando se o banheiro é químico ou parece realmente um banheiro de barco (apertadinho)! Pode esquecer essa ideia. O banheiro parece de hotel, tem um chuveiro maravilhoso!

Altar, casa flutuante em Joanópolis (Foto: Trip To Follow)

Altar, casa flutuante em Joanópolis (Foto: Trip To Follow)

É seguro?

A casa fica dentro do perímetro da Fazenda Pedra Alta, em um canto reservado da represa. O acesso se dá por portão com código eletrônica. Na fazenda há câmeras de vigilância ligadas à equipe de monitoria da região.

O que levar?

Fica à disposição dos hóspedes jogo de cama e de banho, além de amenities da marca Aho Aloe, que faz produtos à base de Aloe Vera, biodegradáveis e livres de químicos pesados. Antes do check-in, os hóspedes recebem o pedido para que usem apenas esses produtos, além do lava-louça Biowash, uma das poucas marcas brasileiras que produz produtos de limpeza inteiramente biodegradáveis.

Outros itens básicos também ficam disponíveis aos hóspedes para que assim, eles precisem levar pouca coisa para o Altar. Protetor solar, pós sol, cotonete, sabonete, temperos e cápsulas de café são alguns desses itens.

Altar, casa flutuante em Joanópolis (Foto: Trip To Follow)

Altar, casa flutuante em Joanópolis (Foto: Trip To Follow)

Por falar em temperos, a cozinha é muito bem equipada com utensílios para que você consiga preparar suas próprias refeições por lá. Lembre-se que não há delivery por lá e cozinhar faz parte da experiência de se hospedar no Altar.

O carvão, os fósforos e o acendedor para serem usados na churrasqueira Noori – muito fácil de usar -, também fica à disposição, assim como lenha para a lareira interna. Não precisa se preocupar! O material para fazer churrasco fica guardado no armário da cozinha.

Área externa

O deck, claro, virou um dos nossos lugares favoritos. Ele tem 42 metros quadrados, é perfeito para tomar sol em uma das espreguiçadeiras ou curtir o churrasco debaixo do guarda-sol.

Nós só pegamos sol no dia de ir embora, mas ainda assim curtimos muito essa parte da casa! O leve movimento da acomodação faz com que você queira ficar horas e horas olhando a paisagem. Ali estão os dois caiaques, que ficam à disposição dos hóspedes durante toda a estadia.

Altar, casa flutuante em Joanópolis (Foto: Trip To Follow)

Altar, casa flutuante em Joanópolis (Foto: Trip To Follow)

Você pode escolher a trilha sonora através da forma mais moderna ou mais old school. O Altar é equipado com uma caixa Sonos Move, que achamos bem potente! Basta sincronizá-la com seu aparelho bluetooth e curtir suas músicas favoritas. Mas se você preferir, pode escolher vinis incríveis que ficam na prateleira da sala e escutá-los na vitrola.

A casa não tem TV – você provavelmente nem vai sentir falta -, mas tem disponível um projetor. Basta conectá-lo ao seu celular ou computador e pronto! Dá até para fazer um cineminha ao ar livre.

É recomendado que você baixe alguns filmes. Fizemos isso através do App da Netflix. Durante a noite, principalmente, o Wi-fi não funcionou muito bem.

Altar, casa flutuante em Joanópolis (Foto: Trip To Follow)

Altar, casa flutuante em Joanópolis (Foto: Trip To Follow)

|Atividades extras

Enquanto você estiver hospedado lá, pode optar por curtir a casa e a represa (nadar, andar de caiaque, etc), ou também fazer algumas atividades extras, que são cobradas à parte.

Entre elas estão o passeio a cavalo, massagem com uma terapeuta, passeio de barco até uma cachoeira (que tal durante o pôr do sol?), wakeboard (a represa é conhecida como um dos melhores lugares para o esporte), trekking na Pedra das Flores e mountain bike.

Se você quiser um almoço ou jantar especial, também pode agendar! Renata Bagnolese é uma das proprietárias do Rancho Pedra e chef de cozinha. O jantar custa R$ 200 por pessoa e inclui entrada, prato principal e sobremesa (é necessário avisar com 48 horas de antecedência).

Altar, casa flutuante em Joanópolis (Foto: Trip To Follow)

Altar, casa flutuante em Joanópolis (Foto: Trip To Follow)

|Nossa experiência

A experiência em lugares como o Altar começa na expectativa, no pré-viagem. Isso porque tudo que é inédito e diferente gera essa ansiedade gostosa.

Não foi simples conseguir uma data no Altar. Atualmente eles só têm datas disponíveis para março de 2021, dá para acreditar? Então ficamos cerca de 2 meses na espera até o dia chegar.

Para o meu desespero inicial, estava chovendo muito no dia do nosso check-in. Tivemos que, inclusive, esperar cerca de uma hora na sede até conseguirmos “embarcar”. Bom, isso está longe de ser um problema já que a espera também fica dentro de um lugar super lindo na Fazenda, onde também fica uma pequena lojinha com itens básicos caso você precise de algo (macarrão, molho, chocolates, etc).

A chuva deu uma trégua e aproveitamos para colocar nossas coisas no bote motorizado e partir. Fomos recebidos pelo Theo Bove, que também é responsável pelas aulas de wakeboard, e nos apresentou o Altar, nos mostrou onde estavam as coisas que iríamos usar durante nossa estadia, etc.

Altar, casa flutuante em Joanópolis (Foto: Trip To Follow)

Altar, casa flutuante em Joanópolis (Foto: Trip To Follow)

Depois disso, ficamos 100% sozinhos no nosso refúgio de bem-estar. No primeiro entardecer fizemos massagem. A terapeuta Vivi Bove chegou ao altar de barco e com sua maca e lá relaxamos por uma hora cada. Massagem incrível, vale muito a pena! Sem contar que a Vivi tem um papo delicioso. Adoramos conhecê-la. A massagem custa R$ 220 por pessoa.

Dedicamos a primeira noite para cozinhar um risoto ao som de um dos vinis e, depois, como estava chovendo, montamos o cinema no quarto.

Não choveu no segundo dia, então preparamos um belo café da manhã e, no começo da tarde, abrimos um vinho, preparamos o churrasco e curtimos o caiaque. A melhor parte é ficar por lá despreocupado, saber que não temos vizinhos e curtir cada momento. Deu para relaxar e o dia passou devagar, ainda bem!

Na última noite, mesmo com frio, nos arriscamos a montar o cinema externo e não nos arrependemos. Levamos cobertores e vinho para esquentar e curtimos algumas séries no escurinho. Se já foi bom em uma noite nublada, imagina com o céu estrelado? Deve ser único.

Claro que em determinado momento o frio bateu e corremos para dentro de casa, onde já tínhamos deixado a lareira esquentando. Melhor sensação! Esse modelo de lareira, inclusive, esquenta muito a casa. Ficou uma delícia.

A gente também aproveitou para dar uma voltinha com o bote motorizado. Fomos para os dois lados da casa e, em um deles, conseguimos ver os cavalos da fazenda de pertinho. Esse passeio também é gostoso e dá para ver o Altar de outro ângulo.

Altar, casa flutuante em Joanópolis (Foto: Trip To Follow)

Altar, casa flutuante em Joanópolis (Foto: Trip To Follow)

|Onde fica Joanópolis

Joanópolis fica na divisa entre São Paulo e Minas Gerais, aos pés da Serra da Mantiqueira. É uma cidade pequena, com pouco mais de 10 mil habitantes e fica ao lado de Monte Verde.

Ela é uma cidade folclórica, conhecida como a “Capital do Lobisomem”, uma lenda da região. A ideia do homem que se transforma em lobo em noites de lua cheia, continua a atrair a atenção e a curiosidade dos turistas.

Joanópolis está localizada a cerca de 130 km da capital de São Paulo. Para chegar até lá, faça uma roadtrip partindo da Rodovia Fernão Dias. A cidade está a 143 km de distância da cidade de Holambra e a 45 km de Socorro.

Além da represa, Joanópolis tem uma infinidade de atrativos para os amantes da natureza. Entre eles estão a Cachoeira dos Pretos – uma das mais conhecidas e a mais alta do estado de São Paulo, com 155 metros -, Cachoeira dos Pires, a Pedra do Cume, a Cachoeira Escondida e o Gigante Adormecido.

|Reserva e preço

Você pode alugar o Altar pelo site do Airbnb, neste link. Por lá você também consegue acompanhar as datas disponíveis.

O valor da diária varia entre R$ 1141 e R$ 1850, de acordo com o mês ou o dia da semana selecionado. Lembre-se que é preciso selecionar ao menos 2 diárias para que você consiga fazer sua reserva.

O valor assusta alguns no primeiro momento, mas podemos adiantar que vale cada centavo investido. A experiência é única, com certeza uma das melhores que já tivemos na série #CaçadoresDeAirbnb!

O Altar é, de fato, uma das casas mais disputadas do Airbnb no Brasil. Você provavelmente vai tentar fazer uma reserva para um final de semana próximo e não vai encontrar a data. Aconselhamos que você faça a reserva, mesmo que seja pra daqui há meses! Vai valer a pena, garantimos!

Você também pode reservar o Altar Prainha neste link. As diárias custam entre R$ 890 e 1800  de acordo com o mês ou o dia da semana selecionado.

Altar, casa flutuante em Joanópolis (Foto: Trip To Follow)

Altar, casa flutuante em Joanópolis (Foto: Trip To Follow)

ASSISTA AOS STORIES DA NOSSA VIAGEM PARA O ALTAR.

Esse é mais um conteúdo do nosso recém-lançado projeto CAÇADORES DE AIRBNB.

Veja mais fotos na galeria abaixo:

#jtg-52660 .item { background-color:#000000; }#jtg-52660 .item:hover img { opacity: 0.5; }#jtg-52660 .item .jtg-social a { color: #ffffff }#jtg-52660 .item .caption { background-color: #ffffff; }#jtg-52660 .item .figc { color: #ffffff;}#jtg-52660 .item .figc .description {font-size: 14px; }#jtg-52660 .item .figc h2.jtg-title { font-size: 16px; color: #ffffff; }#jtg-52660 .item { transform: scale(1) translate(0px,0px) rotate(0deg); }#jtg-52660 .items { width:100%; height:800px; }#jtg-52660 .items .figc p.description { color:#ffffff; }

jQuery(‘#jtg-52660’).modulaGallery({margin: 10,enableTwitter: true,enableFacebook: true,enablePinterest: true,enableGplus: true,randomFactor: 0.5,});jQuery(function () {});

O post Altar: hospede-se em uma casa flutuante em Joanópolis, SP apareceu primeiro em Trip to Follow.