Pular para o conteúdo

As boas notícias de “destinos”, apesar do coronavírus

As boas notícias de “destinos”, apesar do coronavírus

O coronavírus parou o mundo. Viagens foram canceladas, pessoas foram proibidas de saírem nas ruas, escritórios vazios, gente estocando comida e, o mais triste, muita gente infectada e muita gente morrendo – principalmente os idosos. A pandemia começou na China, afetou fortemente a Europa (principalmente a Itália), invadiu outros continentes e, claro, chegou ao Brasil.

Mas no meio de tanta notícia ruim, sempre vale tentarmos encontrar algum “lado bom”. A situação da China já está MUITO melhor, ações de solidariedade ganharam destaque, vacinas começaram a ser testadas, etc. Por aqui, reuni 6 “boas notícias” que surgiram depois do coronavírus e que podem impactar de alguma forma o turismo.

|Pinguins passeio pelo aquário de Chicago

Pinguins passeiam por aquário de Chicago (Foto: Reprodução)

Pinguins passeiam por aquário de Chicago (Foto: Reprodução)

O Aquário Sheed, em Chicago, está fechado por conta da quarentena, mas alguns “moradores” tiveram uma oportunidade única.

Os pinguins ficaram livres e tiveram a chance de explorar o local vazio, sem nenhum visitante. Curiosos, eles exploram todas as áreas, conhecem e admiram novos animais. Os vídeos são as coisas mais fofas que você vai ver hoje.

Em uma entrevista ao Chicago Tribune, responsáveis pelo aquário disseram que a “excursão” promovida aos pinguins é uma atividade saudável para os animais.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Shedd Aquarium (@shedd_aquarium) em 18 de Mar, 2020 às 12:17 PDT

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Shedd Aquarium (@shedd_aquarium) em 16 de Mar, 2020 às 2:09 PDT

|Águas dos canais de Veneza estão cristalinas

Canais de Veneza ficam mais limpos (Foto: Reprodução)

Canais de Veneza ficam mais limpos (Foto: Reprodução)

Muito comum ver vídeos na web que mostram o tráfico intenso de gôndolas no canal de Veneza, na Itália.

Canais de Veneza ficam mais limpos (Foto: Reprodução)

Canais de Veneza ficam mais limpos (Foto: Reprodução)

Mas o país, um dos que mais tem sofrido com o coronavírus, tem ao menos uma boa notícia nesses dias tão pesados. Recentemente, depois que Veneza “fechou” para turistas, a cidade amanheceu com águas cristalinas nos canais.

Nos registros feitos por moradores, é possível até ver alguns peixes nadando. Patos também aproveitam a calmaria e deslizam sobre os canais.

Fotos desses “efeitos colaterais” estão sendo postadas nas redes sociais e alegrando minimamente os italianos nesse momento delicado.

Apesar da boa notícia, o prefeito da cidade disse à CNN que a mudança não está associada à melhoria da qualidade da água: “A água parece mais clara porque há menos tráfego nos canais, permitindo que o substrato permaneça no fundo”.

“O ar, no entanto, está menos poluído, pois há menos tráfego de motores de barco do que o habitual”, finalizou.

Vale lembrar que a Itália é, até o momento, o país mais afetado com o coronavírus, mas medidas extremas foram tomadas para tentar diminuir o contágio do vírus.

|Museus do mundo todo fazem tour virtual na quarentena

Museu do Louvre, em Paris (Foto: Pxhere)

Museu do Louvre, em Paris (Foto: Pxhere)

Shows foram cancelados, parques e museus foram fechados no mundo inteiro. Tudo para evitar aglomerações e o contágio. Ninguém deve sair de casa, mas a “viagem” pode continuar, mesmo que você esteja sentado no sofá de casa.

De qualquer forma é possível “visitar” alguns desses museus virtualmente. Alguns deles já têm uma programação online cotidiana, mas outros criaram áreas “abertas” durante a quarentena. Veja:

|Cristo Redentor

Cristo Redentor faz homenagem aos países infectados com o coronavírus (Foto: Reprodução)

Cristo Redentor faz homenagem aos países infectados com o coronavírus (Foto: Reprodução)

Um dos pontos turísticos mais famosos do mundo, o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, também está vazio por conta da quarentena na luta contra o coronavírus.

Porém, na noite da última quarta-feira (18), ele ganhou uma projeção em vídeo para homenagear todos os países e continentes afetados pela pandemia. Já são mais de 150 os países afetados.

A frase “Rezemos Juntos” apareceu em várias línguas e o acerbispo da cidade, Orani Tempesta, pediu que cristãos de todo o mundo se unam em oração. No alto do Corcovado, foi feita a oração do Pai Nosso e a celebração terminou com a bênção do Santíssimo Sacramento. O ato aconteceu sem a presença do público.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Santuário Cristo Redentor (@cristoredentoroficial) em 19 de Mar, 2020 às 7:49 PDT

Na última sexta-feira, 20, uma nota oficial foi divulgada dizendo que as missas que lá aconteciam passarão a ser online, sem a presença do público.

|China proíbe carne de animais selvagens

Mercados de Wuhan (Foto: Arend Kuester, Flicker)

Mercados de Wuhan (Foto: Arend Kuester, Flicker)

Na China, onde tudo começou, novas ações foram tomadas. O Congresso Nacional do Povo, instância legislativa mais alta da China decidiu pela proibição imediata do comércio e consumo de animais selvagens.

Esses mercados à céu aberto que permitem o consumo de animais exótico levaram um chines a comer uma espécie de morcego em extinção e o vírus começou a se proliferar.

Os primeiros casos da Covid-19 apareceram em pessoas expostas a um mercado de animais selvagens em Wuhan, cidade na província de Hubei que se tornou o epicentro da doença ainda em dezembro.

A decisão considera que o consumo e comércio desses devem ser “severamente punidos”, assim como a caça, o comércio ou o transporte para fins de consumo. Os infratores suspeitos serão enviados para serviços de segurança e suas propriedades serão fechadas e seladas.

|Poluição na China diminui drasticamente

Diminuição da poluição na China (Foto: Nasa)

Diminuição da poluição na China (Foto: Nasa)

Durante a pandemia do coronavírus, imagens da Nasa mostram a queda da poluição na China. Isso aconteceu, em parte, pela desaceleração econômica provocada pelo surto, uma vez que as fábricas interromperam suas atividades.

Segundo os cientistas da Nasa disseram que a redução nos níveis de dióxido de nitrogênio — um gás nocivo emitido por veículos automotores e instalações industriais — ocorreu primeiramente perto da cidade de Wuhan, onde o vírus apareceu, e depois se espalhou pelo país.

A imagem acima mostra a comparação entre 2019 com o mesmo período deste ano. “É a primeira vez que vejo uma queda tão dramática em uma área tão ampla causada por um evento específico”, afirmou em um comunicado Fei Liu, pesquisador de qualidade do ar do Centro de Voo Espacial Goddard da Nasa.

O post As boas notícias de “destinos”, apesar do coronavírus apareceu primeiro em Trip to Follow.