Pular para o conteúdo

iPhone 12 não decepciona, mas carregador vai fazer falta!

iPhone 12 não decepciona, mas carregador vai fazer falta!

A Apple finalmente revelou a nova geração de iPhones. Após atraso provocado pela pandemia, que tumultuou as cadeias de fornecimento em todo o mundo, a empresa de Cupertino apresentou aos fãs o iPhone 12. Não apenas um, mas quatro versões do aparelho que chegarão ao mercado norte-americano a partir da segunda quinzena de outubro. 

Entre as novidades, um processador muito mais potente do que o anterior, compatibilidade com a rede 5G, telas ainda mais resistentes e câmeras com recursos de inteligência artificial e fotografia computacional para fotos incríveis. 


Ainda sem data para chegar ao Brasil, os aparelhos iniciam as vendas custando US$ 699, no caso do iPhone 12 Mini, e alcançam US$ 1099, no caso do iPhone 12 Pro Max. Por aqui, os brasileiros devem esperar preços pouco atraentes, especialmente por causa do câmbio. 

Um dos aspectos mais importantes da nova geração de iPhones é, sem dúvida, a compatibilidade com a rede 5G. A Apple sabe para qual direção o mercado aponta e reconhece que haverá maior demanda por produtos compatíveis com essa tecnologia, que vai impulsionar outros tipos de consumo, como o de vídeos e de jogos online. E a empresa está se preparando cada vez mais pra esse momento.

Sobraram elogios ao design e à evolução do hardware. E também sobraram críticas ao novo modelo de negócio definido pela empresa. A partir de agora não haverá mais comercialização conjunta dos iPhones, carregadores e fones de ouvido. Esses dois últimos itens serão vendidos como acessórios na loja da empresa, que argumenta a necessidade de redução do impacto ambiental com a redução da fabricação dos produtos. Mas, no fundo, sabemos que essa mudança vai gerar uma nova receita para a empresa, afinal todos precisam dos carregadores. E acessórios de terceiros são pouco ou nada compatíveis com os iPhones.

Comentários

comments

%d blogueiros gostam disto: