Pular para o conteúdo

Recomeçando – Santos 2 x 1 Coritiba

Recomeçando – Santos 2 x 1 Coritiba

Jogo 11 horas da manhã é ótimo para o torcedor. Algumas vezes, bom para a imprensa. Na maioria das vezes não é bom para o espetáculo: jogadores sofrem com o calor. Mudam muito a rotina pré-jogo.  Não é o ideal. Mas o que é para o futebol maluco e concentrado num calendário incabível?

Santos x Coritiba jogaram pra fora as preocupações e questões. Fizeram ótimo primeiro tempo na Vila. O Coxa de Morinigo foi pra frente e começou no ataque como se estivesse no Alto da Glória. Não fosse João Paulo o goleiraço que sempre foi, o Coritiba teria aberto o placar que o Santos teve a honra, aos 11, com Léo Baptistão, na quarta chegada santista.

Ângelo pela direita alvinegra, e Alef Manga pela direita do Coritiba, foram os principais geradores das muitas chances no primeiro tempo (7 x 4). Como também a arbitragem que marcou pênalti que não teria anotado, e muito bem anotado por Léo Gamalho, batendo no canto direito de João Paulo – que ainda relou na bola, aos 27.

Como Henrique num carrinho desviou a bola que chegaria às mãos de Muralha. Gol contra. 2 a 1 Santos, aos 31.

Na segunda etapa, mesmo com a entrada de Robinho para organizar o meio-campo do Coritiba, o ritmo naturalmente caiu. Poucas oportunidades de lado a lado, e um saldo final positivo.

Para os dois lados.