Pular para o conteúdo

No futuro, pai e filho corintianos

No futuro, pai e filho corintianos

(Enquanto isso, daqui uns 15 anos…)

  • Pai, vem ver isso aqui! Eu tenho um novo super-herói!
  • Pera aí, filho. Tá no paredão do BBB com aquele ex-presidente. Ele tá na disputa com o Hashtagsson e a Freira do Funk.
  • Pai, mas você me falava e eu não acreditava. A defesa que ele fez na Libertadores!
  • Vê então a final do Mundial desse ano. O que ele catou lá no Japão!
  • Foram as primeiras que eu vi. Fechou o gol. Era um vídeo falando que se não fosse ele não teria ganhado a Liberta. E nem invicto.
  • Pronto. Acabou. Com 12 bilhões de votos eliminaram o ex-presidente.
  • Então vem ver um monte de defesa aqui no Paulistão. Caramba. Ele ganhou quatro! E contra todos os rivais!
  • Peraí que o eliminado tá dizendo que foi armação. Ele quer os votos impressos!?
  • Nossa. E ele ainda ganhou dois Brasileiros?! Que goleiro.
  • Vou desligar isso aqui. Tô indo aí. E ele ainda ganhou Recopa. E sempre jogou muito. Foi pra Copa na Rússia. Todo mundo o respeita nos antis.
  • Imagine nós!!!
  • Nem sempre, filho…
  • Que goleiro, paiê. Você me falou que já tivemos outros desse tamanho, né? Quer dizer, acho que dessa altura não, né?
  • Sim. Gilmar foi o maior que o seu avô viu.  E o Brasil, também. Teve o Ronaldo que era ótimo e torcedor apaixonado que nem a gente. O Dida que era gelado. Pra mim o melhor de todos. Campeão mundial em 2000. Mas o cara que segurou as bolas mais bravas e aguentou as maiores barras foi  Cássio.
  • Também acho, pai. Esse merece estátua lá no Corinthians, como o vô falava.
  • Merece mais do que isso. O que ele não merecia é o que fizeram com ele e a família depois de um monte de jogo ruim do time… A gente que vive do time e não de títulos não pode aceitar esse tipo de gente que não é torcedora. E muito menos gente.
  • O que fizeram?
  • Ameaçaram ele e a família numa rede social.
  • Como assim? O Cássio? Meu novo herói?
  • Mesmo se não fosse, né, filho.
  • E o que aconteceu?
  • Naquela época podia tudo e não acontecia nada. Ninguém o defendeu. Ninguém.
  • E aí? Ele foi embora?
  • Não. Ele se defendeu como defendeu a gente por mais de 10 anos. Quanto mais o atacaram, mais ele protegeu a gente dele. Parecia o jogo contra o Chelsea.
  • E aí?
  • E aí gol do guerreiro. Como no Mundial. Só que o guerreiro mesmo era o Cássio. Ele segurou mais essa bronca. Gol dele.
  • É o meu herói.
  • É o nosso.