Pular para o conteúdo

Corinthians crescendo

Carille falava, e com razão, que em 2017 ele conhecia o elenco que não tinha tantas mudanças como os 25 novos jogadores – para ele – em 2019. Também por isso a equipe demorou para deslanchar. E, convenhamos, se mesmo sem convencer ainda assim foi campeão estadual, ou muito melhor, tricampeão estadual, não há muito o que reclamar.

Mas questionar, sim.

E essas questões e senões são menores a cada jogo pós-Copa América. Se não é uma maravilha, o(s) time(s) de Carille têm sido mais consistentes. Competitivos. E, sim, ofensivos. Desde a parada tem finalizado o dobro de vezes. Criado quase duas vezes mais chances. E tem alternativas técnicas e táticas a cada jogo.

Foi assim na vitória segura e merecida contra o Botafogo que segue fazendo mais do que pode. Boselli fez belo gol de 9 em lance de Pedrinho. Outro que participaria do segundo gol, anotado com frieza por Everaldo.

De um time mais leve também pela presença do redivivo Gabriel na cabeça da área. Chegando com mais dinâmica ao lado de Júnior Urso. Dando ao time mais leveza para criar oportunidades. E ilusões com os pés no chão.