Pular para o conteúdo

Precisamos estudar um pouco mais

Precisamos estudar um pouco mais
Todos nós precisamos estudar mais a regra. Ou apenas estudar. Ou tentar apenas ler. E não com o fígado. Nem só de camisa de clube. O protocolo do VAR precisa ser mais discutido – entendido. Até pelo campo aberto...

Flamengo emulando 2019

Flamengo emulando 2019
Meu celular travou na hora em que Arão deu o primeiro dos mil botes corretos do Flamengo no campo corintiano – embora todo gramado pareça ser rubro-negro. Quando a imagem voltou, surpresa zero ao ver um bolo de camisas...

VAR ou não VAR? São Paulo 0 x 0 Palmeiras

VAR ou não VAR? São Paulo 0 x 0 Palmeiras
Não houvesse VAR, provável que Reinaldo convertesse o pênalti discutível no primeiro tempo de uma etapa em que o São Paulo (mesmo desfalcado) foi um pouco melhor. Não houvesse o VAR,  mais ainda a infelicidade de Gómez (no final...

A coragem de uma conquista

A coragem de uma conquista
  ESCREVE JOÃO GABRIEL FALCADE Laura não sabia que estava inscrita pros Jogos Olímpicos de Tóquio. Luisa não tinha qualquer expectativa. Elas não cogitavam mais disputar o torneio, nem se prepararam exatamente para isso. Laura estava no Cazaquistão e...

Pelé é o Pelé do futebol

Pelé é o Pelé do futebol
Há décadas digo que Pelé é o Pelé do futebol. Os Beatles são o Pelé do rock. Frank Sinatra é o Pelé da voz. Tom Jobim, o Pelé da música brasileira. Michelangelo é o Pelé das artes. Da Vinci...

Conto de fadas da Imperatriz do skate

Conto de fadas da Imperatriz do skate
“Skate não é pra mulher”. É pra menina. A rainha de Imperatriz do street Rayssa Leal ouviu a primeira frase desde que era… Menina. Quando ganhou do pai aos 6 anos a prancha que a levou à medalha de...

São Paulo voltando

São Paulo voltando
  Marquinhos tinha dois anos quando o São Paulo havia vencido a última vez na Argentina pela Libertadores. Quando Amoroso e Souza comandaram o Tricplor em espetacular vitória sobre o River Plate, em Núñez. Três  a dois que levou...

Pintou o 4 + 3 do líder

Pintou o 4 + 3 do líder
O Palmeiras está daquele jeito que a gente quer. Amamos amá-lo como adoramos achar que ele não gosta da gente. Quando o treinador “acerta” a escalação (a que vence o jogo e/ou bate com a nossa), ele é Luxemburgo...

Brasil longe do Brasil e do Catar

Brasil longe do Brasil e do Catar
Ninguém mordeu De Paul quando ele teve espaço lá na intermediária para lançar o incansável facilitador Di Maria. O Robert de Niro de “O Poderoso Chefão Parte 2”.  Ponta quando ataca como os hermanos então chegaram pela única vez...