Olhos que Condenam (Disponível na Netflix)

Em abril de 1989, um caso polêmico mobilizou os EUA. Uma mulher que praticava corrida à noite foi espancada e estuprada no Central Park, em Nova York. Na mesma noite, um grupo de jovens negros circulava pelo parque. Alguns deles, porém, arrumaram confusão e a polícia foi acionada.

uma mulher branca havia sofrido estupro, as acusações recaíram sobre cinco rapazes do Harlem: Antron McCray, Kevin Richardson, Yusef Salaam, Raymond Santana e Korey Wise. Os jovens foram obrigados a confessar um crime que não cometeram e foram condenados injustamente. Um caso típico de racismo, manipulação policial e erro da Justiça.

Os cinco foram absolvidos em 2002 e receberam indenização da cidade de Nova York em 2014. A confissão de um estuprador em série e exames de DNA contribuíram para esse desfecho. A história dos cinco garotos negros ao longo desses 25 anos, do julgamento à indenização, é retratada na série dramática Olhos Que Condenam (When They See Us), da diretora Ava DuVernay, Diretora do filme Selma – Uma Luta Pela Igualdade (2014), sobre as marchas dos direitos de voto de 1965 no Alabama.

Bandidos na TV (Disponível na Netflix)

Série documental Bandidos na TV, traduzido para o inglês como Killer Ratings (estreia na sexta anterior). A atração conta a história de Wallace Souza, um apresentador de televisão de Manaus que literalmente mandava matar pessoas para ser o primeiro a noticiar em seu programa policial, o Canal Livre.

Chernobyl (Disponível no HBO GO)

A minissérie Chernobyl, coprodução da HBO com a SKY, pode ser vista na HBO GO e apresenta os bastidores da história de uma das piores catástrofes humanas, a explosão da Usina Nuclear de Chernobyl, na Ucrânia, em abril de 1986.

Claro que sabemos das consequências do acontecido: a liberação de material radioativo que afetou não só o país, mas também a Bielorrússia, a Rússia, a Escandinávia e o oeste da Europa. As autoridades tentaram encobrir o acidente, e mais tarde tiveram que reconhecer o impacto da tragédia que fez com que um total de 116 mil pessoas tivessem que deixar seus lares. Nos anos seguintes, outras 230 mil pessoas também tiveram de abandonar áreas afetadas e cerca de 5 milhões de ucranianos, russos e bielorrussos vivem ainda hoje em zonas onde a quantidade de radiação segue alta.

Mas o que se passou naquele momento? Como foram tomadas as decisões quando na madrugada de 26 de abril de 1986, o reator nuclear número quatro da usina nuclear de Chernobyl explodiu durante um teste de segurança? É sobre isso que tratam os cinco episódios de Chernobyl, protagonizada por Jared Harris (rei George VI de The Crown e Lane Pryce de Mad Men), tendo ainda no elenco Stellan Skarsgård e Emily Watson.

Acompanharemos personagens que lutaram para evitar um desastre ainda maior. Harris interpreta Valery Legasov, um físico nuclear soviético que foi um dos primeiros a entender a dimensão, sem precedentes, do desastre; Skarsgård faz o papel do vice-primeiro-ministro soviético Boris Shcherbina, designado para liderar a comissão do governo em Chernobyl logo após o acidente; e Watson é Ulana Khomyuk, a física nuclear escalada para esclarecer o caso. Também temos Paul Ritter no papel do engenheiro Anatoly Dyatlov;

 

Terceira temporada de La Casa de Papel chegando e o veredito sobre Black Mirror 5 e a volta de BLL Luan e Paula não mais Juntos e Shallow Now

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.