Coringa estreia nesta quinta depois de receber o Leão de Ouro, principal prêmio do Festival de Veneza. A história é de Arthur Fleck, agora interpretado por Joaquin Phoenix. O Coringa, inimigo do Batman já foi interpretado por Jack Nicholson, Heath Ledger ( que ganhou um Oscar póstumo pela atuação) e recentemente por Jared Leto.

O novo e sombrio filme de Todd Phillips ( Se Beber Não Case) apresenta uma versão para a origem do personagem, tratando de desigualdade social e saúde mental em de uma Gotham em plena crise econômica, entre as décadas de 1970 e 1980. Arthur Fleck (Phoenix) vive de fato um palhaço durante o dia, enquanto tenta a carreira de comediante à noite. Ele ainda sofre de uma síndrome que faz com que ele tenha crises de risadas incontroláveis…Também participa do filme, Robert De Niro que interpreta um apresentador de talk show.

Violência é um dos ingredientes usados com generosidade no filme, o tem causado polêmica.

 

Como opção para os pequenos, a sequência de Angry Birds, três anos depois do lançado do primeiro em 2016, que conseguiu um ótimo resultado para a Sony Pictures Animation. Ambas as produções são centradas nos personagens do popular game de smart phone que virou mania em 2009. No jogo, e na tela de cinema, um grupo de pássaros, cada um com suas características peculiares, devem recuperar seus ovos roubados por porcos criminosos.

Agora, na parte dois, porcos e pássaros deverão trabalhar juntos para combater uma terceira e destrutiva ilha.

 

Na dublagem em português. Marcelo Adnet, Fábio Porchat e Mauro Ramos fazem novamente Red, Chuck e Bomba, novos nomes ingressam para dar voz à personagens estreantes, como Mônica Rossi, que dubla a vilã: Zeta.

Tem gente que torce o nariz para sequências… Pois no caso de Angry Birds  2, pode relaxar, a crítica considera este melhor do que o filme que originou a saga, e que pelo visto, tem vida longa.

O filme estrelado por Maísa também estreia hoje e deve levar xxxxovenzinhos aos cinemas:

A turma do Perere.doc conta os bastidores da obra mais famosa do cartunista Ziraldo, o Pererê. O filme é dirigido por Ricardo Favilla e conta coma participação do próprio Ziraldo, Maurício de Souza, Laerte e Jaguar. O personagem Pererê foi tema do primeiro gibi brasileiro em cores e de um único autor. Lançado na década de 1960, segue ainda hoje bastante atual.

 

 

 

Greta Thunberg versão death metal Começa RUIM e termina BOA? O que achamos de The Politician, da Netflix

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.