O vice presidente Joe Biden participará da cerimônia de entrega do Oscar. Ele chamará ao palco Lady Gaga, que interpretará sua canção “Til It Happens To You”. A faixa concorre à estatueta de melhor canção original pelo documentário “The Hunting Ground”. O doc trata de abuso sexual, com foco em casos que aconteceram em famosas universidades dos Estados Unidos.

Por que da escolha de Biden? Foi ele quem esteve a frente da campanha It´s On Us, promovida pela Casa Branca e que combate exatamente esse tipo de crime dentro dos campus das instituições de ensino superior nos pais. Como senador, o político foi o autor da lei de 1994 sobre violência contra as mulheres. Além de apresentar Gaga, Biden aproveitará para promover a campanha.

E tá rolando uma polêmica exatamente nessa categoria de melhor canção original . Acontece que a artista trans Antony Hegarty, que muita gente conhece como a líder da banda Antony and the Johnsons, e que inclusive já esteve aqui se apresentando em SP no ano passado, está entre os indicados. Antony hoje atende por Anohni.

A faixa que disputa o Oscar de Melhor Canção Original é “Manta Ray”, composta com J. Ralph para o documentário Racing Extinction*. Anohni não foi convidada para se apresentar. Para diminuir o tempo da transmissão ( em busca de audiência), somente três das cinco músicas indicadas ao prêmio de Melhor Canção Original serão apresentadas no evento. Ficaram de fora “Simple Song #3” (do filme Youth) e “Manta Ray”. A premiação só terá Lady Gaga cantando “Til It Happens To You” (do documentário The Hunting Ground), Sam Smith apresentando a nova música da franquia de James Bond, “Writing’s On The Wall” (007 Contra Spectre), eThe Weekend com a canção “Earned It” (Cinquenta Tons de Cinza).

A parte estranha: A cerimônia terá espaço para um número especial comandado por Dave Grohl, líder da banda Foo Fighters.

 

Anohni recebeu convite para ir ao evento, mas decidiu não comparecer. Em sua página oficial no facebook explicou um pouco de sua trajetória, que inclui muitas negativas e vitórias como o Mercury Prize, um dos prêmios mais importantes da música inglesa, em 2005. Anohni já trabalhou com Lou Reed, Björk e Marina Abramovic.

Ponderou que não deve ter sido convidada para se apresentar não apenas por ser trangênero, mas porque também não é popular, não faz o tipo de música que vende nos Estados Unidos. Aproveitou para criticar o viés comercial, que segundo ela, domina qualquer vertente cultural americana, inclusive o cinema e música.

Esta é a a segunda indicação de uma artista trans na história do Oscar, antes de Anohni tivemos indicação para Angela Morley, nos anos 70.

*O documentário a Corrida Contra a Extinção, ainda inédito no Brasil mostra imagens que expõem questões de espécies ameaçadas e extinção em massa. Trazendo o submundo do mercado negro, avalia os efeitos humanos sobre o meio ambiente.

Que conhecer mais?
-Primeiro álbum Antony and the Johnsons, de 2001
-Sucesso com o álbum I am a bird now, de 2005, ganhador do prêmio Mercury Prize

antony
Novo álbum chegando. Confira a entrevista sobre:

Gloria Pires no cinema Nina: O que será da cinebiografia de Nina Simone?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.