Ontem, o BRIT Awards 2020 premiou os principais artistas da música, mediante votação de cerca de 1.500 pessoas de toda a indústria musical do Reino Unido, incluindo jornalistas, funcionários de gravadoras e músicos.

Billie Eilish mais uma vez se destacou. Depois do arrastão no Grammy, no qual ganhou 6 prêmios, incluindo canção do ano, revelação do ano e álbum do ano, Billie venceu o BRIT na categoria Artista Feminina Internacional. ela chorou muito no agradecimento e agradeceu:

“Eu queria dizer uma coisa que eu estava pensando há uns segundos… Me senti muito odiada recentemente e, quando subi ao palco, vi todos vocês sorrindo pra mim, isso genuinamente me fez querer chorar. Eu eu vou chorar agora”

Ela vem recebendo uma onda de hate principalmente pela rapa que fez no Grammy. Algum acreditam que foi injustiça.

Na versão masculina do prêmio, o vencedor foi o rapper Tyler, the Creator. Outro rapper que se deu bem foi Stormzy que faturou como Melhor artista masculino britânico.

Um dos momentos legais da premiação foi quando Eilish mostrou a estreia da música No Time To Die, tema do novo 007:

Já como Música do Ano, venceu Someone You Loved, de Lewis Capaldi, que também foi escolhido como artista revelação.

O jovem de 22 anos emplacou esse hit na primeira posição em mais de 45 países e realmente é alguém para se conhecer, principalmente se você curte esse som emoção para cantar chorando no chuveiro.

A noite ainda contou com muitas outras apresentações como a de Harry Styles, que interpretou pela primeira vez ao vivo a faixa Falling, e Lizzo, que fez um um medley dos seus sucessos Cuz I Love You, Good as Hell, Truth Hurts e Juice.

Motorista tenta justificar assédio e falha. Não é mesmo, Anitta? Nega do Cabelo Duro, pode ou não pode?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.