Que bela ficção científica no Prime Video, da Amazon, Tales From The Loop já me pegou pela estética impecável, que mais tarde fui descobrir vem da raiz de sua concepção. Acontece que a produção  é baseada em pinturas do artista sueco Simon Stålenhag. Se nas imagens dele podemos ver robôs, estranhamento ambientados em paisagens naturais e em convivência com os humanos que fomos e somos hoje, sem projeções exatamente futuristas, na série isso se reflete na estética orgânica, mecânica e vai dos anos 50 aos dias atuais misturando algo de futurista com um quê de passado.

A história trata das alterações proporcionadas a vida de 8 personagens pela misteriosa máquina chamada de Loop. Fala de perdas, perspectivas sobre acontecidos da vida, amores, universo paralelo, volta no tempo… E  tudo com atuações comoventes de Jonathan Pryce (de Dois Papas), Rebecca Hall , Paul Schneider e o pequeno Duncan Joiner. 

Um fato a mais: o último episódio é dirigido por Jodie Foster. Desacelera da ansiedade, assiste, e depois me conta o que você achou no meu instagram paulinhacarvalhojp

 

 

A Casa: até onde você iria para recuperar o que já teve? Tiago Abravanel não sabe o que é o FIES. O que isso diz sobre o Brasil?

4 thoughts on “Tales From The Loop é ficção emocionante no Prime Video”

  1. Antonio C. Vissotto Jr.

    Paulinha Carvalho.
    Ouço o Morning Show a anos e sempre penso em vir no seu blog ler e comentar, mas infelizmente nunca consigo. Hoje tomei vergonha na cara e vim. Tales from the Loop é uma produção muito bacana, excelente ficção cientifica, com efeitos e roteiros de primeira. Porém, o ritmo muitas vezes mais cadenciado pode incomodar àqueles que estão mais acostumados a séries com mais ação.
    vale muito a pena maratonar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.