O rapper Emicida e seu irmão, o também músico Fióti participaram mais uma vez a SPFW com sua marca LAB. O desfile aconteceu na terça, e foi super elogiado. Eis que rolou um episódio lamentável, exatamente com um dos fundadores da marca.

Ao tentar deixar o evento pela rampa que tinha acesso garantido pela pulseira que portava, Fióti foi barrado pelo segurança. Ele narra o acontecido em um vídeo publicado ontem no Facebook do evento, em que está ao lado do organizador Paulo Borges:

A marca LAB lançou comunicado oficial em que diz:

“Desde que a LAB fez sua estreia na SPFW, principal evento de moda da América Latina, há três temporadas, vem reforçando a importância da representatividade e levando a rua para as passarelas, diversificando o casting de forma muito natural. O ocorrido ressalta a realidade do racismo ainda existente na sociedade brasileira e reforça ainda mais a necessidade da participação de marcas como a LAB em eventos de grande repercussão e da inclusão de pessoas que realmente representam a população brasileira em lugares de destaque.”

A SPFW também lançou seu comunicado:

“Ao ver o post de Evandro Fióti, Paulo Borges imediatamente entrou em contato com ele para apurar  o ocorrido. Em seguida,  tomou medidas junto à empresa de segurança contratada pelo evento, para repreensão de conduta dos envolvidos, e atendendo pedido de Fióti, preservou o funcionário responsável. O SPFW está integralmente ao lado de Fióti, e acredita que a divulgação deste fato contribua na luta contra atitudes que infelizmente  ainda fazem parte do dia a dia de nossa sociedade e que nos repugnam.”

 

 

Direto do Sofá – Game of Thrones: como foi a 7ª temporada? Narcos: Pois é queridos, PABLO morreu. E tudo bem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.