Sim, todos sabemos que o álbum Lemonade foi um tiro certeiro da diva. E a turnê mundial para divulgar o disco também arrastou multidões. E talvez por isso, Beyoncé esteja no topo da lista anual da revista Forbes das mulheres mais bem pagas da música em 2017.

Desculpa, Adele… Não deu Taylor Swift.

Bey faturou algo em torno de US$ 105 milhões com a vendas de Lemonade + a turnê Formation. Adicione a isso, os valores recebidos da sua própria linha de roupas (Ivy Park) e outros interesses comerciais e você chega no resultado: RYCA!

Adele foi bem. Usou estratégia para projetar as vendas físicas e pagas do álbum 25 e fechou turnê com ingressos sold out, sua maior desde 2011. Só que Adelinha foca na música, não tem outros produtinhos e investimentos, então ficou em segundo lugar cerca de US$ 69 milhões.

Taylorzinha, que no ano passado reinou no primeiro lugar com US$ 170 milhões, ficou na miúda ultimamente ( antes do lançamento de Reputation). Foram US$ 44 milhões de dólares…. Mas ela tá bem tranquilona, pois com o lançamento do novo álbum, já considerado o mais vendido de 2017, e com uma nova turnê, o mar de grana deve voltar a fluir.

Em quarto lugar uma surpresa. A sumida Celine Dion regressa entre as que mias faturaram nos últimos 12 meses. Sumida do mundo da música, pois estava se dedicando ao marido doente ( ele veio a falecer no começo do ano passado), a diva voltou em grande estilo ocupando o quarto lugar, com US$ 42 milhões.

 

Katy Perry? ficou em nono. Em oitavo, Britney Sperars, seguida de Rihanna em sétimo. querem mulheres maduras no listão? Em décimo ficou Barbara Streisand e em sexto Dolly Parton, que fez turnê aos 71 anos, meus queridos. Jennifer Lopez fecha o top dez em quinto.

AMA: Bruno Mars brilha e Pink faz apresentação fantástica Assédio: Não só atores, mas também jornalistas sendo acusados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.