Nesta segunda, um porta-voz da família do ator e escritor americano Sam Shepard informou que o artista morreu devido a complicações da esclerose lateral amiotrófica (ELA). Na verdade, o artista faleceu na quinta-feira passada em sua casa,no Kentucky,  cercado pelos familiares. Aos 73 anos, Shepard deixou 44 peças de teatro, livros de contos curtos, ensaios e memórias. O ator foi indicado ao Oscar de coadjuvante pelo filme Os Eleitos (1983), no qual interpretou o piloto de teste Chuck Yeager.

Antes disso, levou o prêmio Pulitzer de melhor obra teatral, em 1979, por Buried ChildShepard foi corroteirista de Paris, Texas, de Wim Wenders , que venceu a Palma de Ouro no Festival de Cannes de 1984.

É dele também o roteiro da versão cinematográfica de Louco de Amor, de Robert Altman. Talvez vocês se lembrem bem do ator em produções populares como Flores de Aço, com Dolly Parton e Julia Roberts, Diário de Uma Paixão e até mesmo produções mais atuais como Falcão Negro em Perigo (2012) , e Álbum de Família (2013), com Meryl Streep e Julia Roberts.

Recentemente, integrou o elenco das três temporadas da série Bloodline, produzida pela Netflix, como o patriarca Robert Rayburn:

Seu último livro foi o romance  romance, The One Inside, lançado em fevereiro.

Se quiser saber mais sobre o trabalho de Sam Shepard, vale a pena procurar pelo documentário Shepard & Dark, em que o artista fala de seu processo criativo e da vida com seu melhor amigo, o ator e comediante Johnny Dark. Uma amizade de mais de 50 anos, regada a muitas farras, bebedeiras e viagens de motocicletas. O filme é de Treva Wurmfeld, e saiu em 2013.

Curiosidade: O artista foi baterista e colaborou com Bob Dylan, escrevendo a música de 11 minutos Brownsville Girl, do álbum Knocked Out Loaded, de 1986. Ele chegou a acompanhou Bob Dylan, em 1975, na turnê Rolling Thunder Revue, contratado para ser o roteirista de um documentário que nunca rolou de fato.

O ator deixa três filhos: um de sua primeira esposa O-Lan Jones e dois de sua ex-mulher e atriz Jessica Lange. O ator também viveu um caso quando jovem com Patti Smith, com quem namorou com um nome falso. O relacionamento aconteceu depois dos tempos de Robert Mopplethorpe. O curioso é que um tempo depois, Patti foi convidada para atuar em uma das peças de Shepard, aceitando, descobriu que o dramaturgo/diretor era na verdade seu antigo namorado, que ela conhecia pelo nome de Obie Award.

Esta semana também nos despedimos da atriz francesa Jeanne Moreau, que morreu aos 89 anos. a causa da morte não foi revelada no informe divulgado nesta segunda feira.

Foram 65 anos de carreira e mais de 100 filmes, muitos deles com diretores como renomados como François Truffaut, no clássico Jules e Jim- Uma Mulher Para Dois, pelo qual recebeu seu primeiro BAFTA (o segundo foi por Viva Maria!, de 1965, filme em que contracenou com Brigitte Bardot).

Trabalhou também com Michelangelo Antonioni (A noite, de 1961), Orson Welles (O processo, de 1962) ,  e duas vezes com o brasileiro Cacá Diegues, com quem filmou Os HerdeirosJoanna francesa (1973)No filme, a atriz interpreta a dona de um bordel em São Paulo que vai para Alagoas atrás de um cliente. A produção teve direção musical de Chico Buarque e Roberto Menescal, com músicas interpretadas por Jeanne Moreau, Nara Leão e Fagner.

 

 A artista também dirigiu, escreveu e cantou. Consagrada como uma das mais importantes atrizes da comédia francesa. Recebeu homenagens em todos os principais festivais de cinema, recebendo prêmios honorários por sua carreira nos festivais de Veneza (1992), Berlim (2000) e Cannes (2003).

Como diretora, assinou Lumière (1976) e L’Adolescente (1979).

Como cantora, gravou seis álbuns, e deixou marca nas história do cinema interpretando Le Tourbillon de la Vie , de Serge Rezvani exatamente em Jules e Jim (1962).

Entre suas aparições mais recentes no cinema, podemos lembrar Além das Nuvens, de Antonione e Wim Wenders (1995),  aproximação e Mais Tarde Você Vai Entender, de Amos Gitai e O Gebo e a Sombra, do português Manoel de Oliveira.

Jeanne Moreau, mulher livre, rebelde, tanto na forma de conduzir sua vida particular, como em sua arte, onde assumiu personalidades fortes, revolucionárias e plurais.

Sua Cara: Anitta e Pabllo Vitar no clipe mais aguardado de ultimamente TÔ querendo PEGAR a SELENA GOMEZ - Bombando na Web #51

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.