A turnê da cantora começou em Porto Alegre, com show na quarta feira. A Witness tour viveu grandes emoções em terra brasilis. No sábado foi a vez do show em São Paulo, a segunda apresentação já tinha prevista a participação de Gretchen, que rolou bem ao som de Swish Swish:

Nos bastidores, com a rainha do Conga La Conga, Katy trocou presentes e aprendeu um pouco de rebolado.  meio do show, depois de chamar uma fã ao palco, e aprendendo a dizer coisas em português, a plateia queria aquele Fora Temer. Katy Perry ouviu da fã a explicação para o pedido, pediu silêncio para o público e mandou sua mensagem de esperança:

Fechando os trabalho no Brasil teve ainda show no Rio de Janeiro, ontem. A última apresentação da Witness: The Tour, teve homenagem à Marielle Franco, vereadora e ativista assassinada na última quarta-feira.

“Minha turnê, e a América estamos do lado vocês em solidariedade com nosso corações quebrados. E nós vemos vocês e amamos vocês.”

Com a filha e a irmã de Marielle, Anielle Silvano palco, Katy pediu por um minuto de silêncio e cantou Unconditionally:

Emocionante! Agora, lá por Los Angeles, Katy Perry tem uma outra questão para resolver. Um caso que começou em 2011, quando Catherine Rose Holzman e outras freiras compradoras de um convento em 1971, foram despejadas pela Arquidiocese de Los Angeles. Em 2015, Katy entra na história quando resolve comprar o convento, por US$ 14,5 milhões. Acontece que a negociação rolou com a Arquidiocese, e não com as freiras, que decidiram vender o mesmo imóvel para uma empresária, que pagaria um pouco mais e intencionava transformar o local em um hotel boutique.

Essa disputa deu em processo: Kary Perry e a Arquidiocese, contra a empresária, que não teria direto à compra e alegando inclusive que estaria enganando as freiras. Até o fim do ano passado, a Justiça deu ganho ao team Katy, e determinou que a artista e a Arquidiocese recebesse US$ 15 milhões por danos morais. Agora em março, a freira Catherine Rose Holzman, de 89 anos, morreu justo quando compareceu a um tribunal de Los Angeles para ser ouvida. No convento, ela era uma das últimas residentes, assim como a Irmã Rita Callanan, que aos 80 anos e lutando contra um câncer, estampa a coluna Page Six, do New York Post dizendo que não tem dinheiro nem para comer e que isso é resultado de toda essa batalha judicial com a cantora.

 

 

 

Rihanna X Snapchat Oi, melhor professora do mundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.