Renata Fan se comprometer a publicar um clique de biquíni caso o Internacional ganhasse a Copinha. Ela cumpriu a promessa, depois do clube gaúcho faturar a competição nos pênaltis contra o Grêmio no último sábado.

View this post on Instagram

Meu fanatismo pelo Inter acaba comigo! Minha culpa em ter prometido uma foto de biquíni se o Colorado ganhasse a Copinha! Ganhou e do Grêmio! @atilaabreu51 vc sabe que não postei nenhuma foto assim durante as férias e não queria, mesmo! Desnecessário! Mas, minha palavra tem peso! Promessa cumprida, viu @denilsonshow !!!! Vou me arrepender pelo resto do ano, mas, promessa é algo relevante! Vou ficar quieta quando o assunto é “incentivar meu time do coração”, a partir de agora, rsrsrs!!! Por favor, não critiquem, não sou malhada, vou pouco a academia e gosto bem mais do meu rosto do que do corpo! Dá para deletar este post depois de 24h?! 😳😂🙏🏻 #promessa #promessacumprida

A post shared by Renata Fan (@renatafan) on

Acontece que alguns viram isso como um retrocesso, objetificação do corpo feminino e teve até quem fosse dizer que a foto era photoshopada. Cosme Rímole, do R7, questionou:

“Qual seria o impacto se Galvão Bueno prometesse?

Se o ‘seu’ Flamengo vencesse a Libertadores de 2019, ele posaria de sunga no dia seguinte.

Esse tipo de recurso é absolutamente desnecessário, dispensável até desprezível.

Quando se refere a homens.

Em pleno 2020, quando, depois da luta terrível, de décadas, pela equiparação de salários, valorização do trabalho da mulher, duelo contra o machismo, busca pela meritocracia, não há explicação para um passo atrás.”

Tony Góes escreveu:

Em 2020, Renata Fan, apresentadora do Jogo Aberto (Band), prometeu postar no Instagram uma foto sua de biquíni, se o Internacional, seu time do coração, vencesse a Copinha. Tudo muito divertido, claro. Mas essas promessas também têm um aspecto degradante: por que, até hoje, mulheres consagradas profissionalmente oferecem exibir seus corpos se perderem uma aposta?

…..

O machismo estrutural está retrocedendo na sociedade como um todo, mas permanece forte em diversas áreas. Renata Fan, uma mulher vitoriosa em todos os sentidos, se deixou ofuscar por ele – ainda que de maneira inconsciente – ao prometer exibir seu corpo se perdesse uma aposta. Dá para imaginar Felipe Andreolli fazendo o mesmo?

No Jogo Aberto desta quarta-feira, Renata falou sobre o assunto. Negando qualquer relação da brincadeira da última semana com machismo, a apresentadora afirmou não se importar ‘que os homens a admirem pelo aspecto físico’, já que isso é um ‘acessório’ em sua carreira, não o principal.

“Eu só queria pedir licença ao telespectador, porque dificilmente eu trago assuntos externos para o programa. Quem acompanha o Jogo Aberto, desde a chegada do Denílson,(sabe que) a gente brinca muito, a gente faz coisas aqui que o telespectador também faz como torcedor, não é? Se o futebol veio para a minha vida, ele veio como uma torcedora fanática, alucinada, que vai além dos limites. O problema é que na semana passada eu disse que se o Inter ganhasse a Copinha, e, como torcedora, eu não ganho um título desde 2016, eu postaria uma foto de biquíni. E isso é uma coisa que a gente faz o tempo inteiro aqui no programa, só que alguns portais importantes transformaram isso numa história de machismo, que é um absurdo”

“Eu vou dizer, como mulher, quando eu vi colegas que eu admiro, que apresentavam o principal jornal do Brasil, o Jornal Nacional da Rede Globo, eu vi a Patrícia Poeta de biquíni toda hora, vi a Fátima Bernardes na Globo dançando funk, e acho que elas têm todo o direito, porque elas são consagradas, respeitadas, fazem um trabalho lindo. Eu estou há 13 anos no Jogo Aberto ininterruptamente, falando duas horas ao vivo, tendo um espaço que nenhuma mulher até hoje teve em TV aberta no país, trabalhando com a maioria masculina, que me respeita, que brinca, me admira e me trata de igual para igual. Eu não quero ser melhor que os homens ou estar numa posição diferente. Eu quero que os homens me admirem”

” Só que de beleza, eu posso falar, porque minha carreia começou como Miss Brasil, Miss Rio Grande do Sul… Eu autorizei que pessoas me avaliassem, me julgassem fui para um concurso de beleza. De estética eu entendo”

“Se quiserem falar que a foto tá mexida, tem photoshop, não tem problema, cada um faz o que quiser. Mas eu tenho legitimidade na área estética, e isso nunca atrapalhou meu trabalho e nunca vai atrapalhar. Não tenho problema que os homens me olhem e me admirem pelo aspecto físico, isso é um elogio, nunca atrapalhou minha carreira”.

“A minha carreira é mais importante que minha vida pessoal, e eu quero agradecer. Não vou tirar a foto, ela vai permanecer no meu Instagram. Quero agradecer porque a foto teve 1.052.375 curtidas. E curtidas são sentimentos que as pessoas passam, e eu recebi isso de mais de 1 milhão de pessoas e mais de 61 mil comentários. Eu adoro meu trabalho, minha postura profissional, vou continuar brincando, e quem pensa que é machismo não me conhece, não conhece o Jogo Aberto e tem que estudar um pouquinho minha história.”

https://twitter.com/samyraspfc/status/1222647522872758272

Carnaval: Não é não, e importunação sexual é crime Super Bowl, o show e os trailers ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.