A essa altura todos já sabem que na última quinta, um grupo de homens armados, disfarçados de policiais federais, roubou de metais preciosos, incluindo ouro, do Terminal de Cargas do Aeroporto Internacional de Guarulhos. Pois neste domingo, a Polícia Civil prendeu homens suspeitos de participação no roubo de 718,9 quilos de ouro, carga avaliada em algo como 110 milhões de reais.

Um deles, Peterson Pattrício, é funcionário do aeroporto e inicialmente disse à polícia que teira sido sequestrado no dia anterior ao assalto e que sua família foi feita de refém. Nesta versão, do agora suspeito, essa foi a forma como os criminosos teriam tido acesso às informações de segurança. Agora Pattrício confessou que na verdade compactuou com o crime, e além dele, também seu ajudante, Peterson Brasil, também preso. Outros dois suspeitos também foram presos. Eles são proprietários do estacionamento em que os veículos usados na fuga foram encontradas.

O delegado João Carlos Miguel Hueb já havia dito que “a dinâmica do fato nos leva fortemente a crer que existem pessoas que conheciam a rotina de uma área restrita de um aeroporto internacional”, o que parece se comprovar com as prisões.

 

Cineminha? Atentado ao Hotel Taj Mahal chega aos cinemas Multidão se despede de exposição de Tarsila do Amaral no Masp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.