O projeto multimídia 100 Photographs: The Most Influential Images of All Timeda revista americana Time cumpre com louvor a tarefa de reunir as cem fotografias mais influentes de todos os tempos. Para conferir, você pode acessar o site, assistir a documentários ou mesmo comprar o livro, que custa cerca de US$ 25,00. Você também pode comprar as fotos em diferentes formatos, por valores entre US$ 25,00 e US$ 75,00.

Os editores da Time, Ben Goldberger, Paul Moakley e Kira Pollack explicaram qual o fio condutor da linha de escolhas:

“O que todas as cem têm em comum é que elas foram pontos de virada para nossa experiência humana”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Algumas das fotos são bem conhecidas, como as vencedoras do prêmio PulitzerFalling Man, tirada em 11 de setembro por Richard Drew, fotógrafo da agência de notícias The Associated Press, e o hasteamento de bandeira durante a batalha de Iwo Jima pelo fotógrafo da Associated Press, Joe Rosenthal. O bacana é que os editores da revista trabalharam com historiadores, editores de fotografia e curadores, além de também entrevistarem fotógrafos, retratados, amigos e familiares para escrever sobre cada imagem.

Entre as curiosidades, que marcam os avanços tecnológicos da fotografia, o  registro que o engenheiro de software Philippe Kahn fez de seu bebê recém-nascido, esta que foi a primeira foto feita com um celular, em 1997. Uma outra foto, clicada por Harold Edgerton enquanto mexia em seu laboratório no Instituto de Tecnologia de Massachusetts, prenunciou o que hoje é o flash eletrônico. Milk Drop Coronet foi clicada em 1957, com o auxílio de lâmpadas estroboscópicas com motores de obturador de câmera.

milk-drop-coronet

Também estão entre as fotos selecionadas aquele famoso beijo na Times Square no Dia da Vitória, capturado por Alfred Eisenstaedt, a primeira foto do homem na lua, fotografada pelo astronauta NEIL ARMSTRONG. Tem também aquele clique polêmico do Monstro do Lago Ness, o retrato de Che Guevara, de Alberto Korda,  os Beatles em uma guerra de travesseiros, a vitória de Muhammad Ali sobre Sonny Liston, aquela foto de Demi Moore nua e grávida, clicada por Annie Leibovitz e até a selfie organizada por Ellen DeGeneres na cerimônia do Oscar de 2014.

If only Bradley’s arm was longer. Best photo ever. #oscars

Uma foto publicada por Ellen (@theellenshow) em

 

Ganhou o Nobel? O Bob Dylan não vai. Grammy Latino: Não basta conhecer os vencedores, tem que ouvir o som!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.