Se você apostou que tem alguma coisa a ver com o escândalo de vazamento de dados da rede social, apostou certo. Em comunicado oficial, a Playboy disse o seguinte:

“Por anos, tem sido difícil para a Playboy expressar seus valores no Facebook devido às suas limitações de conteúdo e diretrizes políticas. Nós nos defrontamos com a única alternativa sendo alterar a voz da Playboy, a fim de se adequar às visões do Facebook sobre o que é e o que não é adequado em sua plataforma. Há mais de 25 milhões de fãs que interagem com a Playboy através de nossas várias páginas no Facebook e nós não queremos ser cúmplices em expor eles às práticas relatadas”

E olha que eles não foram os únicos, a Tesla, de automóveis, seguiu o exemplo do fundador do WhatsApp, Brian Acton, e disse adeus à rede social. Elon Musk deletou as páginas da SpaceX e da Tesla, que rinham cada uma mais de 2 milhões de seguidores. Muitos aderiram à tag #DeleteFacebook depois da empresa Cambridge Analytics contar que em 2013 teve acesso aos dados pessoais de milhões de usuários da rede social, sem consentimento das mesmas.

Emicida X Flora Matos Lily Allen decepcionada com #MeToo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.