A primeira temporada de Ozark conta com dez episódios, na Netflix. Marty Byrde ( Jason Bateman), sua esposa Wendy (Laura Linney) e os filhos (Sofia Hublitz e Skylar Gaertner) se mudam para a cidade de Ozark, onde o pai terá de lavar milhões de dólares para se livrar da ira do crime organizado para o qual presta serviço de contabilidade/lavagem de dinheiro. Considero que a produção merecia mais barulho, pois esta primeira temporada é espetacular! Relembre sem spoiler, ou depois do aviso, com spoiler.

Sobre a segunda temporada escrevi:

A segunda temporada de Ozark é difícil. Cansativa, pelo menos em seu começo, demora a engrenar. Mas se eu puder te recomendar, não desista. Vá consumindo a deprê do nosso protagonista, aceitando a incrível Laura Linney e sofrendo com Ruthie ( a maravilhosa Julia Garner), agora que seu pai saiu da prisão. Quero uma terceira temporada? SIM! Mas que volte com Marty revigorado e mais ativo.

Pois olha que fui completamente atendida! Não só permaneceram as ótimas atuações de Garner e Linney ( que absurda atriz que ela é), como pudemos ver de volta a sagacidade calada de Marty! Jason Bateman gênio demais. As adições, mais intensas da advogada Helen e do irmão Ben são outro plus da terceira temporada, que tem um final sensacional e com gosto de quarta temporada quentíssima! Adorei também o rumo do personagem Wyatt. Diferente da segunda temporada, a terceira não é nada cansativa, é frenética, cheia de tensão e abre horizonte para mais OZARK.

Pode chegar! La Casa de Papel volta nesta sexta com sua quarta temporada Tiger King: a série documental mais louca da Netflix

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.