Já foram discutidos inúmeras vezes os deslizes gramaticais do ministro da educação Abraham Weintraub. Teve “imprecionante”, “suspenção” e “paralização”. As formas corretas são “impressionante”, “suspensão” e “paralisação”.

“Caro @BolsonaroSP, agradeço seu apoio. Mais imprecionante: Não havia a área de pesquisa em Segurança Pública. Agora, pesquisadores em mestrados, doutorados e pós-doutorados poderão receber bolsas para pesquisar temas, como o mencionado por ti, que geram redução de criminalidade.”

Eis que houve mais um embate, e depois uma “jogada de marketing”?

E começou assim:

Que foi corrigido:

E foi então que:

Acertou?

Menina de 17 anos filma assédio de motorista do Uber Motorista tenta justificar assédio e falha. Não é mesmo, Anitta?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.