Queridos. Para o ator ser o que mais bem pago do ano pela lista da Forbes não precisa ter feito filme, só ter ganho grana mesmo. No caso de George Clooney, MUITA grana. São US$ 239 milhões pingados na conta dele nos últimos 12 meses, valor obtido pela venda de sua marca de tequila! A Casamigos foi vendida à Diageo e rendeu ao ator americano um total de US$ 233 milhões que, somados apenas aos lucros dos seus filmes antigos e outros negócios, o deixaram no topo do listão.


Já o segundo lugar ficou para ele que bomba mesmo nos cinemas. US$ 124 milhões para Dwayne Johnson, que estrelou Jumanji: Bem-Vindo à Selva e faz a festa vendendo sua influência na internet e também com contratos de publicidade.

Galerinha de vingadores marcando presença entre os mais bem pagos, Robert Downey Jr. (Homem de Ferro) faturou US$ 81 milhões e Chris Hemsworth (Thor) levou US$ 64,5 milhões. Fechando o top 10, temos ainda o Steve Trevor de Mulher Maravilha, Chris Pine (US$ 34 milhões).

O quinto integrante da lista é Jackie Chan, que ganhou suados US$ 45,5 milhões por seis filmes lançados no ano passado e por seu trabalho como produtor e empresário do cinema.

Curiosidade! A lista dos dez mais bem pagos da Forbes tem ainda dois atores que faturaram por seus contratos com a Netflix, vocês bem se lembram dos acordos que Will Smith e Adam Sandler. Will ficou em sexto e Sandler em oitavo. Em sétimo? O ator de Bollywood, Akshay Kumar e também no império indiano do cinema, temos em nono Salman Khan.

Aquela perguntinha que não quer calar. E a diferença salarial entre os atores e as atrizes mais bem pagos do mundo? A soma entre os dez homens mais ricos é de US$ 748,5 milhões, já das dez mulheres um quarto disso, US$ 186 milhões. A mulher mias bem paga é Scarlett Johansson, que se deu bem depois de emplacar papéis nos filmes da saga Vingadores. O valor é equivalente ao sétimo lugar entre os homens mais bem pagos. Entre junho de 2017 e junho de 2018, ela levantou um total de US$ 40,5 milhões, quatro vezes mais do que o primeiro lugar do ano passado, ocupado pela vencedora do Oscar, Emma Stone. A própria Forbes justifica assim:

“Parte da divergência se deve à falta de oportunidades em franquias de longa duração e filmes de ação que geram grandes rendas.”

Cineminha? Javier Bardem e Penélope Cruz recontam história de Escobar, e ainda temos o nacional Benzinho e o terror Slender Man O brasileiro tem maturidade para bikes compartilhadas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.