Reizinho ruivo da música toda. Ed Sheeran realmente lacrou 2017 e agora com as contas do mundo da música fechadas, foi coroado como o artista global que mais vendeu no ano passado. Sim, foi quando lançou Divide, recheado de hits como Shape of You e Perfect. Aliás, o primeiro single foi o mais vendido globalmente em 2017. Os dados da Federação Internacional da Indústria Fonográfica comprovam que a música fez sucesso 32 países e ainda confirmam as mais de dois milhões de cópias vendidas do álbum cheio, lançado em 36 países.

Para Sheeran, motivo de comemorar já que esse é um recorde inédito, no qual o mesmo artista figura nas categorias de disco e música de trabalho mais vendidos do ano.

E Veveta? Tá cuidando das gêmeas Marina e Helena, mas também da agenda. A data de seu retorno pós licença maternidade já foi fixada. Primeiro com festa na Bahia, dia 19 de maio, e depois em 30 de junho, no Rock in Rio Lisboa! Ivete Sangalo tomará o Palco Mundo na data de encerramento do evento, que já confirmou Katy Perry, Jessie J, Bruno Mars, The Killers, Demi Lovatto e a brasileira Anitta. Ivete porém, é a única artista brasileira a ter marcado presença em todas as edições do Rock in Rio-Lisboa, além de figurar também no Rock in Rio Las Vegas.

Sabe quem é Gil Cang? Pois esse produtor londrino tinha um trunfo na manga que poucos poderiam antecipar. Uma demo inédita e rara, com Amy Winehouse aos 17 anos, cantando My Own Way.

A música foi composta por Cang e James McMillan e já era uma tentativa da jovem de emplacar no mercado. Estava no limbo pois quase todas as demos incompletas acabaram destruídas após a morte da cantora em 2011, exatamente para prevenir a criação de álbuns póstumos futuros. Acontece que tivemos um lançamento do tipo. Lioness: Hidden Treasures, e que não foi bem recebido, e assim sorgiu essa história de destruir as demos incompletas.

Ao Camden New Journal o produtor explicou que encontrou a demo e pensou em publicar para todos pudessem ouvir, já que para ele e seu parceiro a experiência com Amy, mesmo tão jovem, foi marcante:

“Escreveu inúmeras músicas pop e propagandas com vários artistas, muitos de qualidade duvidosa. Era uma época complicada para a música pop… Terríveis girl e boy bands, e tínhamos que fazer algo. Amy veio nos visitar, abriu a boca e nos deixou impressionados. Imediatamente ficamos grudados pelo seu talento… Foi um momento realmente de cair no queixo”

 

Detalhes sobre as alegações de assédio que pesam sobre Ryan Seacrest Eita! Filha do rei da música está falida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.