Pois o filme, além de elogiado, vem conseguindo recorde após recorde.

Mulher Maravilha, de Patty Jenkins, se tornou a maior bilheteria no mundo de um filme com atores dirigido por uma mulher. Já são US$ 652,9 milhões. O filme deixou para trás Mamma Mia!, de Phyllida Lloyd, lançado em 2008, e detentor do título até então, com US$ 609,8 milhões. Apesar disso, no ranking geral, se considerarmos filmes dirigidos tanto por homens quanto por mulheres, Mulher Maravilha está ainda na posição de número 123.

Importante lembrar também que considerarmos a categoria animação, nossa heroína ainda tem um longo caminho pela frente.  Frozen: Uma Aventura Congelante (2013), que foi codirigida também por uma mulher ( Jennifer Lee mais Chris Buck) faturou US$ 1,27 bilhão.

Mas Mulher Maravilha ainda tem um longo caminho pela frente. O filme está a apenas quatro semana em cartaz, e teve gente, como eu, que ainda não foi ao cinemas, e que deve engrossar esse caldo para números ainda mais importantes. Nos Estados Unidos, Mulher-Maravilha rendeu US$ 289,2 milhões, o que o deixa atrás apenas de A Bela e a Fera e Guardiões da Galáxia Vol. 2 na corrida pelo título de filme que mais arrecadou este ano no país. Lembrando que logo na abertura foram US$ 100,5 milhões de arrecadação, o que conferiu à produção o título de a melhor estreia da história do cinema para um filme dirigido por uma mulher. Patty Jenkins bateu Sam Taylor-Johnson, que dirigiu Cinquenta Tons de Cinza.

O combate entre a heroína e super-heróis masculinos também foi satisfatório: Mulher Maravilha ficou a frente de Thor e Homem de Ferro, e de sequências como Guardiões da Galáxia.

Outra curiosidade: Jenkins foi a segunda mulher na história a dirigir um filme com orçamento de US$ 100 milhões ou mais. A primeira foi Kathryn Bigelow , no filme K-19: The Widowmaker (2002). Esta última venceria o Oscar de melhor diretora em 2008, por Guerra ao Terror.

A notícia é especial principalmente para animar os estúdios a produzirem mais filmes com protagonista femininas heroínas. As experiências anteriores não foram lá muito bem sucedidas: Mulher-Gato (2004), Aeon Flux (2005) e Elektra (2005) não obtiveram resultados incríveis semelhantes a este.

BET Awards premia Beyoncé, Bruno Mars e Chance The Rapper DEPOIS DO CINEMA: Neve Negra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.