A polícia de Los Angeles abriu uma investigação policial para apurar mais uma denúncia de abuso sexual contra o diretor Roman Polanski. Apesar da pouca informação sobre o caso, o que se sabe é que o abuso seria contra uma menina de 10 anos de idade, e teria acontecido em 1975. O crime prescreveu, mas o caso pode levantar evidências para esclarecer outras situações já denunciadas, envolvendo Polanski. Marianne Barnard é quem acusa o cineasta, que teria a molestado durante a realização de fotos, em que ela estava nua.

Aos 84 anos, Polanski segue foragido. No começo deste ano, apresentou uma série de documentos intencionando retornar aos Estados Unidos sem ser preso e fechar o caso de Samantha Geimer, pelo qual foi condenado à prisão por estupro. A proposta foi rejeitada.

RELEMBRE:

Responsável por O Bebê de Rosemary, Chinatown e O Pianista, entre tantos outros filmes, Roman Polanski já enfrenta 3 outras acusações de abuso sexual. Este ano, uma mulher identificada como Robin denunciou o diretor por um episódio que aconteceu quando ainda ela era menor de idade, aos 16 anos, em 1973. A mulher explicou o motivo de nunca ter denunciado o agressor:

“A razão de não ter contado a ninguém é porque não queria que meu pai fizesse algo que pudesse levá-lo à prisão pelo resto de sua vida”.

O que a motivou a vir a público foi o pedido às autoridades de Samantha Geimer, que cansada de ver seu nome envolvido no caso que já se arrasta a 40 anos, pediu que arquivassem o caso. A garota acusou o diretor de drogá-la e estuprá-la, quando em 1977, ela aos 13 anos estava na companhia do diretor na casa de Jack Nicholson, em Los Angele. O ator não estava presente. Polanski admitiu o estupro e passou 48 dias sob custódia para ser submetido a uma avaliação psiquiátrica antes de ser liberado. O diretor fugiu dos Estados Unidos em 1978 após ser condenado pelo estupro.

A segunda acusação de abuso sexual contra Polanski surgiu em 2010, quando a atriz Charlotte Lewis afirmou que o diretor havia abusado dela em 1983, quando ela tinha 16 anos.

Polanski nunca esteve preso pelos abusos que cometeu. O tempo passou, e o caso de Robin também prescreveu, mas a mulher pode ser convocada para depor em algum julgamento futuro.

O que você precisa saber sobre os indicados ao Globo de Ouro VOCÊ INDICA, EU COMENTO: Dark

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.