Marília Mendonça já criou uma onda e expectativa par sua live que acontece nesta quarta, 20 hrs, em seu canal no Youtube. Na página do show, a artista conclama: 

“Chamando todos os cornos! A Rainha da Sofrência vai dar uma força para sua quarentena ser mais legal. Um show exclusivo pra você direto da casa da Marília.”

Existe muita expetativa não só a respeito do repertório, escolhido pelo público através da tag  #MariliaTocaEssa que alcançou os primeiros lugares no trending topics no Brasil, mas também na forma que Marília vai escolher para entregar esse conteúdo ao seu público.

https://www.instagram.com/p/B-pq_QpHnH0/

A artista, através da sua assessoria de comunicação, divulgou que a equipe para a transmissão contará com apenas oito profissionais. Marília cantará acompanhada do seu violão, a não terá banda, utilizando base dos instrumentos já gravados. Para o G1, a assessoria ainda revelou:

“Todos os profissionais estarão com máscaras os ambientes serão higienizados antes e depois. Tudo será feito na área externa para que não haja circulação na parte interna da casa”,

Durante a live, serão arrecadados donativos para auxiliar às vítimas da crise causada pela pandemia do Covid-19. Várias instituições serão beneficiadas.

Um recente pocket show de Jorge e Mateus, a live “Na Garagem“, chegou a bater um recorde no YouTube ao reunir mais de 3 milhões internautas em acesso simultâneo. Agora, a live bateu mais de 36 milhões de visualizações, arrecadando 216 toneladas de alimentos.

Durante a apresentação, houve até mesmo uma participação do Ministro da Saúde, Luiz Henrique Madetta, que em um vídeo pré-gravado conscientizou sobre a importância do isolamento social.

Mas houve uma grande polêmica a respeito do time na produção das 4 horas e meia de transmissão. Ao ver de algumas pessoas, eram muitos e configurando aglomeração, ameaçando a boa conduta preconizada pela própria fala do ministro. Uma foto que circulou na internet exibia também a figura de um garçom servindo cerveja, o que foi considerado bastante desnecessário.

A polêmica foi tanta, que Anitta, por exemplo, decidiu fazer apresentações apenas quando voltar aos palcos. No Instagram ela justificou, dizendo que desistiu do “evento” durante a quarentena para evitar aglomeração.

“Muita gente perguntando: não vou fazer live de show. Pra fazer uma live mara – porque se eu fizer vão ficar todos me comparando com outras lives – eu tenho que chamar equipe, pessoas. Não dá pra fazer uma live maravilhosa com cenário, luz, sem ter uma equipe coordenando isso, com transmissão mara”

Além de Jorge & Mateus, Xandy Avião, Ferrugem, Lucas Lucco e Gusttavo Lima, por exemplo, também fizeram shows no Youtube. Este último ficou 5 horas no ar e arrecadou doações em dinheiro e mantimentos para afetados pelo coronavírus.

O artista conseguiu R$ 100 mil em dinheiro, e toneladas de alimentos e materiais médicos, como máscaras e álcool gel. O artista já planeja uma próxima live, marcada para dia 11 de abril.

No último dia 29, o The iHeart Living Room Concert For America, capitaneado por Elton John, homenageou os profissionais médicos e todos os socorristas que estão lutando contra a COVID-19. Artistas como Alicia Keys, Dave Grohl, Backstreet Boys, Sam Smith, Camila Cabello, Shawn Mendes, entre outros.

As performances caseiras foram intercaladas com breves histórias pessoais de médicos, enfermeiros e outros profissionais de serviços essenciais, e os pedidos de doações foram atendidos, chegando a mais de US$8 milhões .

Também está programada uma iniciativa da Organização Mundial da Saúde em parceria com a cantora Lady Gaga e a Instituição Global Citizen. O movimento nomeado One World: Together At Home (ou Um Mundo: Juntos em Casa), visa arrecadar fundos para o combate o novo coronavírus no mundo. Os valores arrecadados ajudarão os profissionais de saúde da linha de frente na luta contra a covid-19 e instituições de caridade locais e regionais que ajudam infectados com comida, abrigo e assistência médica.

Mas a arrecadação de fundos acontece anterior a uma grande apresentação musical programada e com a curadoria de Gaga. O CEO da AppleTim Cook, por exemplo, anunciou que a empresa vai doar US$ 10 milhões para o combate ao coronavírus.

A transmissão digital das apresentações, que não visa arrecadar fundos, mas unir todos que estão em casa cumprindo a quarentena importa pelo coronavírus, acontecerá no dia 18 de abril em diversas plataformas, como YouTube, Facebook, Instagram, Twitter e até por alguns canais de televisão.Entre os nomes já confirmados, claro que a própria Lady Gaga, e ainda Paul McCartney, Elton John, Billie Eilish, Alanis Morissette, Lizzo, Stevie Wonder, John Legend, Chris Martin, do Coldplay,  Andrea Bocelli e muitos outros. A apresentação será divida entre Jimmy Fallon, Jimmy Kimmel e Stephen Colbert, os reis dos talkshows americanos.

Tiger King: a série documental mais louca da Netflix Já assistiu Killing Eve? A terceira temporada foi adiantada e logo chega por aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.