Eis que o nome intocável da autora J. K. Rowling, famosa por sua saga Harry Potter, foi parar nos assuntos mais comentados do Twitter por um motivo nada mágico. Ela está sendo acusada de transfobia. Rowling defendeu a pesquisadora Maya Forstater, que perdeu o emprego em março após se posicionar contra uma legislação que permitiria que as pessoas trans se identificassem com outros gêneros. Maya , uma pesquisadora inglesa, foi demitida de seu emprego em um ONG que atua no combate à pobreza após publicar, no Twitter, que “homens não podem se transformar em mulheres”.

“Vista-se como quiser. Chame a si mesmo do jeito que preferir. Durma com qualquer adulto que puder consentir e quiser você. Viva a sua vida da melhor forma, em paz e em segurança. Mas tirar as mulheres de seus empregos por dizerem que sexo biológico é algo real?”

Para alguns, a autora estava apenas defendendo uma mulher.

Para outros estava negando a existência de transgêneros:

 

Delegada diz que Karol Eller mentiu em depoimento Tudo sobre WATCHMEN, a série PERFEITA da HBO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.