Olha, Jim Carrey não está feliz e não tá querendo ser amigo de Mark Zuckerberg. Ontem, ele lançou uma campanha contra o Facebook sob a alegação de que a empresa “lucrou com a interferência russa” nas eleições de 2016 nos Estados Unidos.

No Twitter, Carrey postou uma caricatura de Zuckerberg associada à palavra Fakebook, e lançou sua ameaça: vai apagar sua página na rede social (hoje parece que já apagou) e vender a preço de banana as ações que têm da empresa por acreditar que o Facebook não está fazendo o bastante para acabar com essa possibilidade de se espalhar notícias falsas durante períodos eleitorais. Ele também incentiva outros acionistas a fazer o mesmo.

“Estou vendendo minhas ações do Facebook a preço de banana e deletando minha página porque o Facebook lucrou com a interferência russa nas nossas eleições e ainda não está agindo o bastante para acabar com isso. Encorajo todos os outros investidores que se importam com o nosso futuro a fazerem o mesmo. #unfriendfacebook”

O posicionamento do artista não vem do nada. Em janeiro, a empresa admitiu que redes sociais podem ser usadas para corroer a democracia e disseminar desinformação. O post, no blog do Facebook, diz:

“Desde a Primavera Árabe até eleições robustas em todo o mundo, as redes sociais pareciam positivas. A última campanha presidencial dos Estados Unidos mudou isso, com uma interferência estrangeira que o Facebook deveria ter sido mais rápido para identificar, até o crescimento tanto das notícias falsas quanto das bolhas.”

 

Rihanna X Galinha Pintadinha: Confira os números dessa briga Os criadores de GoT estão com TUDO, e assinarão uma nova trilogia de Star Wars

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.