Inhotim, museu de reconhecimento mundial, fica exatamente na cidade de Brumadinho. Na última sexta, depois do rompimento de uma barragem da mineradora Vale, foi evacuado de forma emergencial, apesar do local não ter sido atingido pela lama.

Agora, informaram que o museu só deve reabrir em fevereiro.

“Em solidariedade à comunidade de Brumadinho e a todos os atingidos pelo rompimento da barragem da Mina do Feijão, o Instituto Inhotim informa que permanecerá fechado, por ora, até quinta-feira 31 de janeiro”

A nota divulgada pelo museu diz que funcionários e recursos estão dedicados a prestar assistência aos atingidos pela tragédia. Quem  já tinha ingresso comprado poderá pedir reembolso das entradas. Informações em info@inhotim.org.br.

“A Instituição está toda mobilizada para prestar assistência aos atingidos e aos nossos funcionários e funcionárias. Estamos em contato com os órgãos competentes para entender os impactos do desastre e traçarmos conjuntamente medidas para minimizar os danos.”

Inhotim foi inaugurado em 2006. O museu são 140 hectares, 23 pavilhões de artes e áreas externas, e recebeu cerca de 2,5 milhões de visitantes nesse tempo em que está aberto.

A Pousada Nova Estância, que muitas serviu para hospedar famosos que visitavam o museu, sendo o estabelecimento mais próximo do local foi completamente soterrada. Ali, três pessoas foram resgatadas com vida após o rompimento da barragem da Vale, mas muitas seguem desaparecidas. O dono da pousada, Marcio Mascarenhas, mulher e filho morreram. 38 pessoas entre funcionários e visitantes estavam na pousada,

Brumadinho: entenda por que foi crime ambiental Aves de Rapina: Arlequina já está dando o que falar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.