Que terror.

Em 14 de dezembro,a advogada Luciana Pereira Sinzimbra gravou um vídeo que mostra seu ex-namorado, o piloto Victor Augusto do Amaral Junqueira (filho de um ex-prefeito de Anápolis) a espancando. As imagens são horrorosas e foram capturadas as escondidas pela moça, com câmera posicionada em seu apartamento que no Setor Marista, em Goiânia.

No dia seguinte, a advogada registrou ocorrência, contou que no relacionamento de 3 anos que teve com o rapaz foi agredida outras vezes.

View this post on Instagram

CENAS FORTES: Mulher é espancada por namorado em Anápolis – com câmera escondida ela registrou a agressão. (Em respeito à vítima e a família nublamos o rosto da advogada). . Uma advogada registrou um boletim de ocorrência contra o namorado por violência doméstica, em Anápolis. Com uma câmera escondida, a mulher fez um vídeo que mostra toda a agressão, no dia 14 de dezembro. A Polícia Civil divulgou as imagens nesta segunda-feira, 24. . A vítima contou à polícia que namora o autor das agressões há 3 anos e nunca havia registrado ocorrência policial achando que as brigas iriam acabar. . No dia em que o vídeo foi feito, os dois chegaram no apartamento da vítima localizado em Goiânia, o autor da agressão ficou transtornado porque a namorada não teria insistido para que ele ficasse. O caso vai ser investigado pela polícia.

A post shared by Bill Guerra Mochilink (@bill.guerra) on

Testemunhas também estiveram na delegacia para prestar depoimento. Uma delas foi a pessoa que atendeu o pedido de socorro da vítima, e foi até seu apartamento para levá-la de lá, com o nariz sangrando, cabeça inchada e escoriações. Uma outra testemunha relatou que agressões verbais eram comuns por parte do rapaz.

Um inquérito foi aberto na Delegacia da Mulher da capital goianiense e foi concluído esta semana. Victor Augusto do Amaral Junqueira, de 24 anos,  já foi ouvido pela delegada Ana Elisa Gomes, responsável pelo caso, e foi liberado em seguida.

De acordo com a delegada Ana Elisa Gomes, da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher, o piloto não foi preso por falta de elementos.

“O inquérito foi concluído na sexta-feira e remetido ao poder judiciário na data de hoje [quarta]. A vítima foi orientada sobre as medidas protetivas de urgência enquanto as investigações estão em andamento”

Existe uma decisão tomada logo no dia seguinte da deneuncia , por parte do juiz Avenir Passo de Oliveira, que proíbe o agressor de se aproximar da ex. Além da distância física, de 300 metros, ele também não pode fazer contato com ela através de telefone, aplicativos ou redes sociais.

DEFIRO

 o pedido formulado pelarequerente para lhe conceder as seguintes medidas protetivas de urgência:
 
1. Ficar o requerido proibido de aproximar-se da requerente, de seus familiares e das testemunhas,com distanciamento mínimo de trezentos (300) metros;
 
2. Ficar o requerido proibido de manter contato com a ofendida, seus familiares e testemunhas porqualquer meio de comunicação (telefonemas, mensagens de whatsapp , contato por redes sociais como facebook instagram etc.).
 
Fica o requerido advertido de que o descumprimento das medidas protetivas de urgência descritasacima poderá implicar no decreto de sua prisão preventiva, consoante regra prevista no art. 20 da Lei11.340/06.”
Em relação ao que disse a delegada, sobre a falta de elementos, isso se daria porque Victor “não está prejudicando o trabalho dos investigadores ou praticando outros crimes contra a vítima. O fato não foi em flagrante, ele tem residência fixa e compareceu à delegacia acompanhado de um advogado, portanto não ocorrerá a prisão por hora”.
O agressor foi indiciado por lesão corporal, ameaça, injúria e violação de domicílio. A pena máxima para os crimes pode chegar a 4 anos e 6 meses de detenção. A defesa de Victor emitiu o seguinte comunicado:

“Em razão do incidente da madrugada do último dia 15, a defesa de Victor Junqueira informa que não se manifestará acerca dos vídeos que foram divulgados, porquanto, além de se tratar de processo sigiloso, não exporá, ainda mais, a vítima que já assinalou em redes sociais o seu constrangimento com a exposição. Foram impostas medidas cautelares em desfavor de Victor pela Justiça, as quais estão sendo fielmente cumpridas, em respeito às instituições.

Rassi & Ferraz Advocacia Criminal”

Em seu instagram, Luciana Pereira Sinzimbra escreveu recentemente sobre seu estado:
“Graças a Deus estou bem fisicamente, porém, abalada emocionalmente. Quanto aos vídeos, estes foram divulgados sem o meu consentimento e se tornaram virais, exigindo de mim uma postura que não me sinto ainda preparada, mas estou me fortalecendo para me pronunciar em breve e ajudar no combate à violência doméstica. Espero que tudo se resolva da melhor forma possível” 
Nas redes sociais a hashtag #ChegaDeAssedio foi usada para pedir justiça para este caso. Muitas famosas postaram em suas redes sociais:

View this post on Instagram

#Repost @xota.power NOS LEVANTAMOS POR LUCIANA! Nos últimos dias o vídeo em que Luciana Sinzimbra, 26, era violentada física e psicologicamente por Victor Junqueira, 24, viralizou. Víctor é piloto, filho de um ex-prefeito de Anápolis e se não fosse essa prova, muitos duvidariam da palavra dela. Infelizmente esse vídeo retrata a realidade diária de varias brasileiras, nessa sociedade onde o machismo e a misoginia são tratados como invenção e vitimização. Estamos juntas de Luciana por sua força em denunciar! Estamos juntas por esse caminho, admiramos sua força. No Brasil, uma mulher apanha em média 7 vezes antes de denunciar. Por isso, cada uma de nós que se levanta, nos inspira a lutar cada vez mais. Reforçamos também seu pedido para que não veiculem o vídeo onde ela é atacada por Víctor. Respeitemos umas às outras e não vamos soltar a mão de ninguém! E, a exemplo de Luciana, pedimos a nossas manas: DENUNCIEM! Usem o 180, liguem e denunciem. Se ele te bate, ele não te ama! #MexeuComUmaMexeuComTodas #Ligue180 #Denuncie #PeloFimDaViolenciaContraMulher #XotaPower Foto: Jornal O Dia

A post shared by Bruna Marquezine ♡ (@brumarquezine) on

View this post on Instagram

#Repost @xota.power NOS LEVANTAMOS POR LUCIANA! Nos últimos dias o vídeo em que Luciana Sinzimbra, 26, era violentada física e psicologicamente por Victor Junqueira, 24, viralizou. Víctor é piloto, filho de um ex-prefeito de Anápolis e se não fosse essa prova, muitos duvidariam da palavra dela. Infelizmente esse vídeo retrata a realidade diária de varias brasileiras, nessa sociedade onde o machismo e a misoginia são tratados como invenção e vitimização. Estamos juntas de Luciana por sua força em denunciar! Estamos juntas por esse caminho, admiramos sua força. No Brasil, uma mulher apanha em média 7 vezes antes de denunciar. Por isso, cada uma de nós que se levanta, nos inspira a lutar cada vez mais. Reforçamos também seu pedido para que não veiculem o vídeo onde ela é atacada por Víctor. Respeitemos umas às outras e não vamos soltar a mão de ninguém! E, a exemplo de Luciana, pedimos a nossas manas: DENUNCIEM! Usem o 180, liguem e denunciem. Se ele te bate, ele não te ama! #MexeuComUmaMexeuComTodas #Ligue180 #Denuncie #PeloFimDaViolenciaContraMulher #XotaPower Foto: Jornal O Dia

A post shared by Maria Casadevall (@mariacasadevall) on

E o vídeo enigmático do Kevin Spacey? As camisetas da Manu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.