51gxjzjyq4l-_sx331_bo1204203200_Agora em novembro, o mercado editorial aguarda o lançamento de mais uma biografia polêmica. Tippi, narrará a relação da atriz Tippi Hedren com o diretor Alfred Hitchcock, que a lançou ao estrelato no filme Os Pássaros, de 1963. E não foi fácil não, hem? Entre as alegações da atriz, a de que sofreu assédio sexual durante as filmagens, era perseguida e torturada física e mentalmente pelo cineasta.

The New York Post, teve acesso a alguns trechos do livro e cita que o diretor teria pedido para a atriz  “tocá-lo”, enquanto eles trabalhavam nas filmagens do clássico filme de suspense. Hitchcock também teria forçado um beijo no banco de trás de uma limousine.

No livro, Tippi justifica seu silêncio:

“Assédio sexual e perseguição eram termos que não existiam.”

No livro ela descreve uma cena que foi obrigada a gravar em que os pássaros que atacam a personagem da atriz eram os animais de verdade, totalmente descontrolados:

“Nem o adestrador mais experiente do mundo conseguiria controlar todos os animais ao mesmo tempo, especialmente em um momento de estresse como aquele. Foi brutal.”

A atriz ainda conta que durante a gravação do longa Marnie,Confissões de uma Ladra (1964) , Hitchcock teria instalado uma porta secreta que ligava o escritório dele ao camarim dela.

Essa história, especialmente descrita no minuto 8 deste vídeo é terrível. Quem assistiu ao filme The Girl, no qual Sienna Miller interpreta Tippi Hedren, pode perceber que a convivência com o diretor pode ser descrita como infernal.

Tippi fez dois filmes com o diretor, Os Pássaros (1963) e Marnie, Confissões de uma Ladra (1964). Quando se conheceram, Tippi era uma jovem atriz em início de carreira. Hitchcock se encantou e fechou com ela um contrato para fazerem cinco filmes juntos. Depois de Marnie, a atriz iniciou uma dura batalha para se desvencilhar do acordo, perdendo outros papéis inclusive. Quando do lançamento de The Girl, em 2012, chegou a declarar:

Hitchcock arruinou minha carreira, mas não minha vida”

No filme, o diretor é interpretado por Toby Jones, sendo retratado como um homem vingativo e obcecado por Hedren, o que complica ainda mais quando ela o rejeita.

Tem um outro filme bastante interessante para quem quer conhecer esse lado bizarrinho do diretor. Hitchcock, também lançado em 2012. O filme é baseado no livro Alfred Hitchcock And The Making Of Psycho, e foca nos bastidores do clássico Psicose (1960). Outra história bastante interessante, já que Hitchcock não conseguiu apoio para realizar a obra, e gastou do seu bolso para produzir o desacreditado filme de terror. Hitchcock é interpretado por Anthony Hopkins e sua esposa, Alma com quem o diretor vive uma relação de companheirismo doentio é personagem de Helen Mirren. Scarlett Johansson vive Janet Leigh, a atriz que por seu desempenho em Psicose foi premiada com o Globo de Ouro de Melhor Atriz Coadjuvante e recebeu uma indicação ao Oscar.

DEPOIS DO CINEMA: Trolls Games: Você precisa de um novo console?

One thought on “Hitchcock era de morte: Livros e filmes sobre o diretor para você entender.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.