Banido! Terry Richardson, que entre inúmeros trabalhos com celebridades internacionais é também o diretor de um clipe ainda inédito de Anitta, não terá mais trabalhos publicados na Condé Nast. James Woolhouse, vice-presidente executivo do grupo, enviou à todas as publicação (Vogue, GQ e a Vanity Fair) a seguinte mensagem:

“Editoriais de fotos que já tenham sido encomendados ou mesmo realizados, mas ainda não publicados, devem ser descartados e substituídos por outros materiais. Por favor, confirmem que essa política será aplicada imediatamente. Obrigado pelo apoio nesse assunto”

Richardson já fotografou Miley Cyrus, Lady Gaga, Beyoncé e até Obama! As primeiras denúncias de assédio apareceram em 2010, e ele chegou a se pronunciar sobre isso em 2014, quando disse ao site Page Six que as acusações eram uma “caça às bruxas”.

Neste domingo, Sunday Times publicou um artigo chamando Richardson de o “Weinstein da moda”, depois que a modelo nova-iorquina Cameron Russell convocou colegas a dividirem experiências de agressão sexual em sua conta no Instagram. Foram 100 depoimentos, que reforçavam a conduta abusiva do fotógrafo.

A onda de exposição dessas figuras poderosas começou, vocês bem sabem, com a série de atrizes e modelos de Hollywood compartilhando relatos de assédios e abusos contra o produtor Harvey Weinstein.

Por meio de uma representante, foi dito que o fotógrafo estava “decepcionado com a existência desta mensagem, principalmente porque ele já respondeu a essas velhas histórias”. Ainda foi dito que Richardson é “um artista conhecido por seu trabalho sexualmente explícito, pelo qual a interação profissional com suas modelos são, consequentemente, sexualmente explícitas por natureza, mas todos participaram de maneira consensual”.

Guy Oseary Cineminha. O elogiado Thor: Ragnarok, filme sobre Pelé e o novode Michel Hazanavicius (O Artista)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.