Não é segredo que eu adoro comentar a noite de premiação do Oscar. Este ano, em especial, pelo desfecho da noite foi especialmente surpreendente. Quando achávamos que La La Land: Cantando Estações levaria o grande prêmio, acumulando 7 das 14 categorias em que foi indicado, foi anunciado que o verdadeiro vencedor era Moonlight: Sob a Luz do Luar.

Só por isso valeu a pena estar acordadinha <3 Se tivesse entrado num bolão, perderia na categoria de melhor filme, porque acreditava de La La Land venceria, mesmo torcendo por A Chegada e Moonlight. Venceria escolhendo Damien Chazelle na categoria dedicada à direção ( agora o diretor mias novo da história a levar uma estatueta pra casa), ganharia pontos em todas as categorias de atuação, acertando que os coadjuvantes escolhidos seriam Viola Davis (Um Limite entre Nós)  e Mahershala Ali (Moonlight).

Nas categorias principais deu mesmo Emma Stone (La La Land) e Casey Affleck (Manchester À Beira Mar).

La La Land ainda venceu nas categorias de Melhor Fotografia, Melhor Trilha Sonora e Melhor Canção Original.

As categorias de roteiro também foram bastante justas ao premiarem Manchester À Beira Mar com o Oscar de Roteiro Original, e Moonlight que foi adaptado por Barry Jenkins, que dirigiu o filme e recebeu a estatueta dividindo as honras com o autor da peça que deu origem ao filme.

O incrível A Chegada, de Dennis Villeneuve, ficou com a categoria de Melhor Edição de Som, enquanto Até O Último Homem levou Melhor Mixagem de Som e Melhor Montagem.

Ainda deu tempo de premiar Animais Fantásticos e Onde Habitam (  sim, eu pirei) consagrando a figurinista Collen Altwood , Esquadrão Suicida, pasmem, que agora conta com um Oscar de Melhor Cabelo e Maquiagem e O Livro da Selva, que venceu por Melhores Efeitos Visuais.

OJ: Made in America, documentário da ESPN de mais de 7 horas de duração foi o vencedor da categoria, e se tornou o filme mais longo a receber um prêmio da Academia.

Na categoria de animação o Oscar foi para Zootopia, e como melhor filme estrangeiro venceu O Apartamento. Como previsto, o diretor iraniano não pode comparecer devido às medidas de imigração do governo Trump, mas deu seu recado:

Os melhores momento de Jimmy Kimmel? O tweet para Trump.

E a entrada dos anônimos no teatro, principalmente Gary <3

Bombando na Web #37 - Anitta quebrando tudo na sua melhor fase Estreias: 4 filmes do Oscar na Netflix.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.