Quincy Jones tem dado entrevistas bombásticas em função de uma série que será lançada pela Netflix e um especial também protagonizado por ele para a CBS. Vencedor de 28 prêmios Grammy,  e aos 84 anos Quincy Jones soltou o verbo sobre muitos artistas com quem colaborou e ganhou visibilidade.

Michael Jackson é um deles. Quincy disparou:

“Odeio falar sobre isso publicamente, mas Michael Jackson roubou muita coisa. Ele roubou muitas canções. “State of independence” (de Donna Summer) e “Billie Jean”. As notas musicais não mentem. Ele era maquiavélico (…) Ganancioso, ganancioso. “Don’t stop till you get enough”, Greg Phillinganes (tecladista) escreveu uma parte. Michael deveria ter dado 10% da música. Não queria.”

E os Beatles? Para Jones eram “os piores músicos do mundo”. Ele inclusive conta um episódio em que Paul tenta acertar uma sequência no baixo, sem nunca conseguir.

“[Minha primeira impressão dos Beatles] foi de que eles eram os piores músicos do mundo. Eles eram f** da p*** que não tocavam. Paul é o pior baixista que eu já ouvi. E Ringo? Nem me fale. Eu me lembro no estúdio com George Martin, Ringo levou três horas para uma música de quatro compassos. Ele não conseguia. (Quincy afirma que um músico de jazz foi chamado e gravou em 15 minutos e depois Ringo ouviu a música pronta). Ringo disse: ‘Até que não ficou tão ruim’. E eu disse: ‘Claro, filh** da p***, porque não é você’. Ele é um cara legal, mesmo assim”.

No papo quente, ainda ficamos sabendo que Prince já tentou atropelar Michael Jackson. Tudo teria acontecido em um show de James Brown com Prince, que teve Michael Jackson como convidados. Alguma coisa sobre Elvis Presley? Sim! Parece que ele não conseguia cantar. E Frank Sinatra que tentou arranjar um date pra Jones com a Marilyn Monroe? Detalhe: ele não quis, porque ela “tinha seios em formato de peras”.

Sobre mulheres, também ficamos sabendo que aos 72 anos, Quincy Jones namorou Ivanka Trump. Sabe? A garota, filha do agora presidente dos EUA, tinha 24 anos.

Tommy Hilfiger, que estava trabalhando com minha filha Kidada, disse: ‘Ivanka quer jantar com você’. Eu disse: ‘Sem problema’. Ela era uma fi** da p*** legal. Ela tinha as pernas mais bonitas que já vi na vida. Pai errado, no entanto”

 

Cineminha? Filme novo de Nicole Kidman, indicado ao Oscar e a conclusão da saga de Cinquenta Tons VOCÊ INDICA, EU COMENTO: I Love Dick

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.