Vamos começar pela escolha óbvia? Assassinato no Expresso Oriente leva para o cinema a trama de Agatha Christie, autora inglesa que escreveu mais de 80 títulos, vendendo milhões de exemplares em todo mundo e alimentando o imaginário de quem gosta de investigação com o personagem do detetive belga Hercule Poirot. E é exatamente ele, que tentará resolver o tal do Assassinato no Expresso do Oriente.

Desta vez, quem assume o papel, que em 1974 foi de  Albert Finney, na adaptação de Sidney Lumet que levou seis indicações ao Oscar, incluindo roteiro adaptado, levando a estatueta de melhor atriz coadjuvante para Ingrid Bergman, é Kenneth Branagh, que também assina a direção do longa. Nesta versão é Penélope Cruz quem interpreta o papel premiado com Oscar. O ator britânico foi quem dirigiu Thor (2011) e Cinderela (2015), e é credenciado por sua vasta experiência em interpretar Shakespeare.

Repetindo a estratégia de 1974, o elenco estrelado reúne ainda Johnny DeppMichelle PfeifferJudi DenchDaisy Ridley e Willem Dafoe. A primeira versão contou também com Lauren BacallJacqueline BissetVanessa RedgraveJohn Gielgud e Sean Connery. 

A trama de Agatha Christie partiu de um fato real, o sequestro do bebê do aviador Charles Lindbergh, que sumiu em 1932 e nunca mais apareceu. Na versão da autora, temos personagens excêntricos que se vêem presos em um trem, o Expresso Oriente, por causa de uma avalanche. Nessa circunstância, um deles é assassinado, e caberá ao detetive Poirot descobrir quem, entre os sobreviventes é o assassino. O spoiler possível está no começo desse parágrafo.

Muitos caras da comédia todos reunidos em Os Parças que conta a história de trambiqueiros interpretados por Oscar Magrini, Tom Cavalcante, Whindersson Nunes, Tirullipa e Bruno de Luca, que fazem as vezes de organizadores de festa de casamento no melhore estilo golpinho: cobrando muuuuito para entregar quase nada. Só que numas de baratear os custos dessa manobra, eles toparão com o maior contrabandista da 25 de Março, que para o azar deles é também o pai da noiva (Paloma Bernardi).

Patti Cake$ é um filme independente que vem dando o que falar. Fez sua estreia em festivais badalados como Sundance, SXSW e abriu a New Directors New Films, do MoMA, em Nova York. A história é inspirada na cena americana do hip-hop, com direção de Geremy Jasper, que fez muitos clipes como por exemplo, Dog Days Are Over, do Florence + the Machine.

Danielle Macdonald é Patricia “Killa P” Dombrowski, uma garota de Nova Jersey que quer ser rapper e para isso enfrentará a realidade competitiva do hip-hop. Nessa jornada, temos o melhor amigo, parceiro de criações, a mãe alcoólatra ( que já sonhou em ser star) e a avó rabugenta. Ah! E tem haters também. A trilha é descrita como fabulosa, e o trailer dá o tom:

E finalmente vamos poder ver a animação Com Amor, Van Goh, de Dorota Kobiela, Hugh Welchman. A co-produção Polônia/Reno Unido é a primeira animação feita inteirinha com pinturas a óleo. O filme, claro, é sobre o pintor holandês Vincent Willem van Gogh, e transforma cartas, quadros e depoimentos sobre o artista em uma animação que demorou dois anos para ser feita, com o trabalho de 150 artistas de todo o mundo que criaram mais de 62.400 telas-frame, que resultaram em 94 minutos de filme.

O projeto foi financiado por fãs através de plataformas de crowfounding na Internet.

Atores como Helen McCrory, Saoirse Ronan e Aidan Turner interpretam papéis de pessoas próximas ao pintor. A direção de fotografia é de Tristan Oliver (Fantastic Mr. FoxChicken Run e ParaNorman) e Lukasz Zal (Ida).

Na trilha sonora, Clint Mansell mesmo de Cisne Negro, Requiem para um sonho e O Lutador.

Masterchef: mina de ouro ou desgastado? Taís Araújo deixa o Saia Justa

2 thoughts on “Cineminha?Adaptação cinematográfica estrelada da obra de Agata Christie, comédia nacional, filme independente e animação surreal”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.