E finalmente poderemos ver o mais novo filme do diretor Wes Anderson, de O Grande Hotel Budapeste, Os Excêntricos Tenembaums e Moonrise Kingdom, a animação em stop-motion  Ilha dos Cachorros. Na dublagem dos personagens, gente graúda como Bryan Cranston, Frances McDormand e Edward Norton. Tem até uma personagem ativista chamada Yoko Ono, que  é dublada pela própria Yoko Ono. O filme conta uma história que começa quando um prefeito corrupto baixa uma lei que proíbe cachorros na cidade. Assim, todos os dogs são enviados para uma ilha, também destinada para o descarte de lixo. Mas um garotinho de 12 anos não se conforma, e decide ir pra lá encontrar seu amigão Spots. Ele rouba um jato em miniatura e parte na aventura de reencontrar seu cachorro, que ali na ilha tem seus próprios desafios, aprendendo a sobreviver. Essa é a segunda vez que o diretor conta com o recurso de animação em stop-motion para contar uma história, a primeira foi em O Fantástico Sr. Raposo, de 2009

 

Tio Drew é um filme especial pra quem curte basquete. A comédia tem estrelas da NBA aposentados ou ainda em atividade com o plus de estarem caracterizados como personagens de mais de 70 anos. Lil Rel Howery, que está no ótimo filme Corra!, interpreta Drax, um jogador frustrado que torra tudo o que tem para treinar um time que disputará o torneio de basquete de rua mais badalado de Nova York. Todos os caras que vão entrar pra esse time colecionam títulos da NBA: Kyrie Irving (Drew), Reggie Miller (Lights), Chris Webber (Preacher), Nate Robinson (Boots) e, o mais famoso no Brasil, Shaquille O’Neal (Big Fella). E como os caras estão velhinhos, colecionam problemas de saúde….

E não se esqueçam que também hoje chega aos cinemas a comédia nacional de Tatá Werneck e Cauã Reymond. Uma Quase Dupla, que também conta com Louise Cardoso, Ary França e Daniel Furlan. Na trama, os protagonistas interpretam uma dupla de investigadores que terá de descobrir quem é o autor de uma série de assassinatos que abala a rotina da cidade de Joinlândia.

Qual o banheiro certo? Demissão motivada por racismo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.