Tomb Raider heroína dos games, já foi interpretada duas vezes por Angelina Jolie, em 2001 e 2003. Agora, é a vencedora do Oscar Alicia Vikander quem encara os desafios de buscar a verdade sobre seu pai, e de quebra resolver uma probleminha básico: salvar o mundo de uma organização cheia de planos terríveis. No filme, Lara Croft é uma jovem entregadora, que na verdade renega a herança multimilionária deixada pelo seu pai, que foi dado como morto depois de uma viagem pelo Oceano Pacífico. Através de pistas deixadas pelo próprio, a garota é levada a descobrir o segredo por trás da ilha de Yamatai. Esta trama foi baseada no jogo de Tomb Raider, lançado em 2013.

12 Heróis se passa depois de 11 de setembro, quando uma tropa americana que acaba de regressar do Kwait decide colocar de lado o merecido descanso para cumprir mais uma missão, no caso buscar os culpados pelos atentados terroristas que aterrorizaram os Estados Unidos. Chris Hemsworth (Thor) está no elenco, e encara essa batalha no Afeganistão com o parça, e também líder desse time interpretado por Michael Shannon (o vilão de A Forma Da Água) . 12 heróis são enviados para tentar conter o avanço talibã na região, onde contarão ainda com a ajuda de um senhor da guerra afegão.

Dois dos meus atores preferidos, Rooney Mara ( Madalena) e Joaquin Phoenix ( Jesus) estão no filme realizado por Garth Davis, mesmo de Lion: Uma Jornada Para Casa, um dos filmes mais emocionantes de 2016. Filmes com história bíblicas não são nenhuma novidade, tivemos inclusive um, realizado por Martin Scorsese A Última Tentação de Cristo, de 1988) e mesmo A Paixão de Cristo (2004), de Mel Gibson. Desta vez, o foco da produção, como bem determina o nome, é figura envolta em polêmicas, Maria Madalena que foi tida como prostituta, converteu-se e mais tarde foi considerada a primeira mensageira do Jesus ressuscitado, sendo reconhecida oficialmente pelo Vaticano apenas em 2016. O roteiro foi escrito por duas mulheres, e pretende apresentar os eventos históricos pelo ponto de vista desta mulher. Também no elenco estão Chiwetel Ejiofor, como Pedro e Judas  é interpretado por Tahar Rahim.

é também neste filme se ouve o último trabalho do compositor Jóhann Jóhannsson , que morreu em 9 de fevereiro.

 

PLUS: Não sei se vocês vão encontrar esse doc disponível em alguma sala perto de você. Mas a história não deixa de ser curiosa. A Luta do Século, é dirigido por Sérgio Machado (mesmo de Cidade Baixa). O filme foi premiado pelo júri oficial do Festival do Rio 2016 como Melhor Documentário e trata da rivalidade de dois boxeadores nordestinos o Luciano “Todo Duro” Torres de Pernambuco e Reginaldo “Holyfield” Andrade da Bahia.

Ídolos do esporte na década de 90, hoje vivem na pobreza. A rivalidade era tanta que durante mais de 20 anos, os dois não podiam dividir o mesmo espaço sem se agredir. Durante as filmagens, os caras, já com mais de 50 anos, resolveram se enfrentar pela última vez. Nem tanto a última, pois num encontro para promover o filme, numa entrevista ao Felipe Andreoli no Esporte Espetacular, rolou embate ( ou embuste?)

Vai ter Pabllo Vittar sim! E no Multishow Rihanna X Snapchat

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.