Vamos começar por Oliver Stone? Ele merece, afinal o roteirista e diretor é vencedor de duas estatuetas do Oscar por Platoon (1986) e Nascido em 4 de Julho (1990).  Stone agora entrega Snowden: herói ou traidor, com Joseph Gordon-Levitt, Nicolas Cage e Shailane Woodley.  Sim, o assunto é Edward Snowden, ex-funcionário da CIA que divulgou para a imprensa uma série de documentos sigilosos da Agência de Segurança Nacional dos EUA que comprovaram atos de espionagem do governo norte-americano. Para construir esta história tão atual, Stone baseou-se em entrevistas, dois livros e nove idas à Rússia, onde Edward Snowden mora atualmente, numa coleta de dados que foi de 2004 a 2013. Não espere nenhuma revelação extra sobre o caso do vazamento, pois o filme prioriza a vida pessoal de Snowden. 

The Birth Of A Nation O grande vencedor do festival de Sundance e levou o prêmio da crítica e do público, retomando uma história contata em 1915, no cinema mudo, e muito criticada.  Só que desta vez o drama escravagista pega apenas o título emprestado… O Nascimento de uma Nação, de D.W. Griffith, descrevia os negros de forma estereotipada e apresentava os integrantes da organização racista Ku Klux Klan como heróis. a nova versão tem história completamento oposta e trata principalmente das ações de Nat Turner (Nate Parker), escravo que liderou uma rebelião de 48 horas contra fazendeiros no estado da Virgínia em 1831, provocando uma retaliação violenta dos brancos.

O filme não só é estrelado por Nate Parker, mas foi também escrito e dirigido por ele. O projeto do filme levou 7 anos para ser concluído e não encontrou apoio financeiro fácil, mas depois da exibição em Sundance fechou acordo de distribuição com a FOX por 14 milhões e meio de dólares, considerado ótimo para um filme independente ( os direitos para A Pequena Miss Sunshine foram comprados US$ 10,5 milhões). Diz que a NETFLIX teria oferecido 20 milhões, mas não exibiria o filme nos cinemas, levando direto para streaming. Nate preferiu ganhar menos e contar com a força da FOX que fez de Doze Anos de Escravidão aquele caso de sucesso na história do cinema (vencedor do Oscar 2014) . E depois de todo esse debate da falta de artistas negros entre os indicados para o Oscar 2016, não seria surpresa se esse filme emplacasse muitas indicações para o Oscar 2017.

E temos Pequeno Segredo  filme brasileiro escolhido para tentar emplacar uma vaga na disputa da categoria de melhor filme estrangeiro. a produção conta com roteiro de Marcos Bernstein (Central do Brasil, filme nomeado ao Oscar),  música de Antonio Pinto (Cidade de Deus, nomeado a 4 Oscar e AMY, documentário vencedor do Oscar) e arte de Bridget Broch (Vencedora do Oscar por Moulin Rouge). O elenco tem Julia Lemmertz, Maria Flor, Marcello Antony e Fionnula Flanagan (Trans America – filme nomeado ao Oscar) .

O filme é baseado no documentário O Mundo em duas Voltas, que conta a história das aventuras da família Schürmann. Este doc é um diário de bordo de uma família em sua viagem ao redor do mundo, refazendo o trajeto do navegador português Fernão de Magalhães em sua busca por um estreito que o levasse às Índias e suas valiosas especiarias. A expedição ficou famosa por aqui, pois foi acompanhada pelo Fantástico, dando origem a livros também. Um desses livros é exatamente Pequeno Segredo – A Lição de Vida de Kat Para a Família Schurmann, no qual Heloisa Schurmann revelou detalhes da adoção de sua filha adotiva, Kat  que morreu aos 11 anos, portadora do vírus do HIV…  A mãe biológica da garota contraiu o vírus em uma transfusão de sangue, a menina perdeu os dois pais para a doença e estava determinada a contar essa história ao mundo quando completasse 14 anos. No elenco temos Júlia Lemmertz, Marcello Antony, Maria Flor e Erroll Shand.

Cinquenta Tons Mais Escuros: sim, teremos conteúdo erótico sexual forte, alguma nudez e palavrões A animação Sing é o reality competitivo que a gente queria ver na TV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.