Vamos começar pelo filme de Tom Cruise? Pois Feito na América apresenta a história de Barry Seal, um piloto de carreira que foi traficante e mias tarde informante do governo americano. Talvez você se lembre do personagem de passagens em Narcos e Conexão Escobar. Agora interpretado por Tom Cruise, em filme de Doug Liman, mesmo de Identidade Bourne, Sr e Sra. Smith, Jumpers e No Limite do Amanhã, o personagem ganha o protagonismo e revela em detalhes como um jovem comandante de aeronaves comerciais da TWA se tornou milionário, explorando inclusive o ápice do narcotráfico entre os anos 1970 e 1980.

Tem mão de brasileiro neste filme, na fotografia está César Charlone, mesmo de Cidade de Deus, O Jardineiro Fiel.

 

Outro estreante é o terror Amityville: O Despertar, filme que estava na gaveta desde 2014. Jennifer Jason Leigh, de A Morte Pede Carona e Mulher Solteira Procura, além claro de apanhar muito em Os Oito Odiados, estrela a produção como Joan, a mãe solteira que se muda com os filhos para um casarão na cidade de Amityville. A filha (Bella Thorne) tem aquela típica relação espinhosa com a mãe, e o filho (Cameron Monaghan) está preso a uma cama, em estado vegetativo.

Claro que essa família se muda para esta casa, e lá coisas assombrosas passam a acontecer… E sim, este filme vai na mesma vibe do que foi Horror em Amityville, de 1979. E sim, temos uma história real que envolve a questão desta que é uma das casas mal assombradas mais famosas do mundo… Quando em  13 de novembro de 1974,Ronald, o filho problemático da grande família que ali residia, resolveu matar a todos, por motivo desconhecido. Com uma carabina, matou os pais e foi ao quarto de cada um dos seus irmãos e disparou contra eles. Particularidades assombrosas desse crime? Todos foram mortos enquanto dormiam e por algum motivo estranho ninguém acordou com os disparos, que também não fora ouvidos pela vizinhança. Todos foram colocados de bruços antes de serem atingidos. Medinho?

Hoje também estreias dois filmes nacionais. As Duas Irenes é o primeiro e já elogiado filme do diretor Fabio Meira. Na história, Irene (Priscila Bittencourt) é uma adolescente típica, irmã do meio, que descobre que o pai (Marco Ricca) tem outra família e uma filha da mesma idade dela… Que pasmem, também se chama Irene (Isabela Torres). Ambas as atrizes também são estreantes. Assim, sem que ninguém saiba, Irene resolve conhecer a outra Irene.

Outro nacional que chega às salas de cinema é Deserto, também um longa de estreia para o diretor Guilherme Weber, também ator. A história é de uma trupe de artistas que vaga pelo sertão em busca de público, já desgastada pela fome e falta de dinheiro. Eis que chegam a uma vila, abandonada, e por ali decidem se fixar e fundar uma nova comunidade. O filme é baseado no romance Santa Maria do Circo (1998), do mexicano David Toscana. No elenco Lima Duarte, Cida Moreira e Magali Biff.

DEPOIS DO CINEMA: It, A Coisa Direto do Sofá: A gente escolhe nossos favoritos ao Emmy 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.