Caramba! Muitas estreias essa semana, e uma delas é na verdade uma forma de se homenagear um filme marcante da história do cinema, Blow Up- Depois Daquele Beijo. O filme foi o primeiro de Michelangelo Antonioni falado todo em inglês, e é um dos marcos do cinema da contracultura, pois exibe a agitação cultural na Londres de 1960, além de contar com ícones como movimento como a modelo Verushka e os Yardbirds. Estrelada por David Hemmings, Vanessa Redgrave e Sarah Miles, a produção também foi polêmica por exibir cenas de nudez frontal, algo inédito no cinema britânico voltado ao grande público até então.

Blow Up é baseado em um conto do escritor argentino Julio Cortázar, e conta a história de Thomas, um fotógrafo de moda que após fotografar um casal que se encontrava em um parque, é procurado pela mulher que insiste em obter inclusive os negativos das fotos. Curioso com a situação, o fotógrafo investiga melhor as fotos, ampliando as imagens e descobrindo o que acredita ser um indício de um crime.

Blow Up recebeu duas indicações ao Oscar e venceu o Festival de Cannes de 1967 e outras mostras internacionais, sendo um marco na carreira de Antonioni. .

O filme retorna aos cinemas como parte do projeto Clássica, da Zeta Filmes, e sua versão restaurada será exibida em cinemas de São Paulo: Espaço Itaú Augusta, Cine Livraria Cultura, Caixa Belas Artes, Cine Olido e CCSP.

O filme Michelle e Obama é  prova de que o ainda presidente dos Estados Unidos é mesmo um pop star. A produção conta a história de como Obama teve que remar pra conquistar essa moça Michelle. O filme se passa em 1989, e Barack Obama é interpretado por Parker Sawyers,  então calouro da faculdade de Direito de Harvard. E quando ele  arruma um emprego temporário em um escritório de Chicago, sob as ordens de uma jovem advogada chamada Michelle Robinson (Tika Sumpter), que toda magia do amor acontece. O filme de Richard Tanne é uma recriação ficcional da primeira vez que o casal saiu junto. Entre andanças e conversas,  vão a uma exposição, a uma reunião na igreja, um parque, e terminam o dia vendo Faça a coisa certa, de Spike Lee.

Temos também duas estreias nacionais que merecem a sua atenção. O filme O Amor no Divã, com  Melissa Vettore, Zezé Polessa, Daniel Dantas, Paulo Vilhena e Fernanda Paes Leme. Na história, Zezé interpreta a terapeuta de casais Malka Stein. A sinopse descreve que a protagonista vive uma crise em seu próprio casamento com José, papel de Daniel Dantas. Já Paulo Vilhena e Fernanda Paes Leme fazem Miguel e Roberta, que procuram Malka porque também não passam por um bom momento na relação. Este é o primeiro longa do diretor Alexandre Reinecke:

A outra produção nacional que merece a sua atenção é O Vendedor de Sonhos, com Dan Stulbach, filme de Jayme Monjardim baseado na obra de Augusto Cury. A história é de Júlio César, um psicólogo que tenta o suicídio, mas é impedido por um mendigo. Nasce ai uma amizade peculiar e a dupla passa a tentar salvar pessoas ao apresentar um novo caminho para se viver.

Grammy: Vamos conhecer os indicados ? Carpool Karaoke: Madonna prova mais uma vez porque ainda é a melhor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.