Onda de denúncias, não é mesmo… Estamos a seis meses da demissão do jornalista Charlie Rose, que saiu da CBS após acusações de assédio sexual. Pois bem. Agora, mais 27 mulheres relataram ao The Washington Post que viveram histórias parecidas com o famoso apresentador. Assédios que aconteceram 1976 e 2017, e que segundo várias vítimas, foram reportados ao departamento de recursos humanos da CBS, que não fez nada a respeito. Coisas como comentários de natureza sexual a toques em regiões íntimas sem consentimento no ambiente de trabalho.

Houve resposta de Rose que se limitou a enviar uma nota ao The Wahington Post em que diz:

“Sua reportagem não é justa e está cheia de inexatidões”.

Em um dos relatos, Joana Matthias, ex-assistente de pesquisa na CBS, conta que Rose  expôs o seu pênis e tocou em seus seios, durante uma viagem à trabalho que fizeram juntos para Washington, capital dos EUA.

Charlie Rose apresentou o CBS This Morning, principal jornal da CBS, entre 2012 e 2017. Ele ainda tinha com um programa de entrevistas seu, na PBS, que também foi cancelado.

 

Relembre:

Colegas e ex estagiárias fizeram as primeiras denúncias contra o apresentador também ao The Washington Post, em novembro do ano passado. Foram narrados 8 casos de assédio. Em cinco deles, o jornalista teria apalpado as pernas das mulheres, algumas vezes na parte superior da coxa. Dois relatos dizem que as mulheres foram surpreendidas ao ver Rose nu, em viagem ou a trabalho em sua casa. Um dos casos conta que o jornalista fazia ligações para relatar fantasias sexuais. Reah Bravo, que foi estagiária de Rose em 2007, cravou:

“Ele era um predador sexual, e eu fui sua vítima.”

Em nota, Rose pediu “profundas desculpas por seu comportamento inadequado” e disse estar “muito envergonhado”, mesmo assim disse que acreditava ser correspondido por algumas das mulheres.

“Eu me comportei de maneira insensível algumas vezes, e assumo a total responsabilidade por isso, ainda que eu não acredite que todas essas alegações sejam precisas. Eu sempre achei que estava seguindo sentimentos comuns, mas agora percebo que foi um erro”

Bill Cosby e Roman Polanski estão fora da Academia Uma maçã para Lula

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.