Quando surgiu Better Call Saul, spin of de Breaking Bad, o que nos avisaram é que de que  saberíamos através dela a história por trás de Saul Goodman, advogado de ética questionável e cúmplice de Walter White e Jesse Pinkman. E o público realmente se envolveu nessa história, e segue fiel os passos de Jimmy McGill, interpretado por Bob Odenkirk nesse caminho tortuoso. A terceira temporada da série nos aproximou do momento em que conhecemos Saul, em sua série de origem. Chegamos num ponto em que a guerra do tráfico em Albuquerque, e alguns dos personagens que aparecem em Breaking Bad já estão em quadro.

Muitos dos fãs, vibraram com o retorno de Gus Fring, interpretado por Giancarlo Esposito , distribuidor de metanfetamina que disfarça seu negócio ilegal através de empresas de fachada como a rede de fast food Los Pollos Hermanos. Lydia Rodarte-Quayle, a irritante e histérica personagem de Laura Fraser, também reaparece… Ela que em Breaking Bad….

E agora, os fãs já podem comemorar a renovação para a quarta temporada, que terá dez episódios previstos para o ano que vem.

A promessa é de ótimos números de audiência, já que o último episódio da terceira temporada, exibido em 19 de junho nos Estados Unidos, contabilizou cerca de 3.7 milhões de espectadores. Para quem quiser maratonar, as três primeiras temporadas de Better Call Saul estão disponíveis na Netflix.

No Brasil, os episódios inéditos Better Call Saul são disponibilizados na Netflix um dia após a exibição nos EUA.

Mel C e Anitta no Música Boa Ao Vivo, do Multishow VOCÊ INDICA, EU COMENTO: Marcella

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.