Deu no New Tork Times. Uma das primeiras atrizes a vir a público e denunciar os abusos cometidos por Harvey Weinstein, a italiana Asia Argento está sendo investigada pela Polícia de Los Angeles.

Acontece que em outubro do ano passado, poco antes das denúncias contra Weinstein, Argento fechou um acordo no valor de US$ 380 mil para calar um homem que a acusava de assédio. Jimmy Bennett, um jovem ator e músico, a acusava de assedio em um quarto de hotel da Califórnia, fato ocorrido em 2013, quando ele tinha 17 anos e 37. Na Califórnia, sexo entre adultos e menores de 18 anos é ilegal. Eles se conheceram em um filme, em que o garoto interpretou o filho da atriz.

A prova desse acordo seriam documentos trocados pelos advogados de Argento e Bennett, enviados ao The New York Times anonimamente, que incluem inclusive uma selfie dos dois na cama. O jornal checou e confirmou a autenticidade dos documentos com 3 fontes. Ali, o relato do garoto do que aconteceu. A atriz teria pedido que o acompanhante do menino fosse embora, e assim ficaram os dois sozinhos em um quarto de hotel. Ela lhe ofereceu álcool e lhe mostrou uma série de bilhetes que tinha escrito para ele. A atriz o beijou, o empurrou para a cama, tirou suas calças e performou sexo oral nele. Montou sobre ele, e fizeram sexo. Argento também teria pedido que o garoto tirasse diversas fotos, sendo que uma delas foi postada no Instagram com a legenda “dia mais feliz da minha vida reunião com @jimmymbennett xox”, “jimmy estará no meu próximo filme, pode ter certeza”. Os dois almoçaram juntos e ao retornar para casa, o garoto começou a se sentir “extremamente confuso, acabrunhado, e enojado”.

Argento ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Acontece que essas denúncias agora se transformaram em alvo de investigações. A polícia já declarou não ter encontrado documentação da época, relatando o crime ocorrido, mas que entrará em contato com o ator James Bennett e seus representantes legais para verificar a história.

A repercussão do acordo de Asia com o jovem ator provocou reações. O advogado de Harvey Weinstein a chamou de hipócrita, sua parça na briga Rose McGowan se afastou da atriz, mas Rosanna Arquette defende que tudo não passa de uma manobra de Weinstein para desacreditar uma de suas principais acusadoras.

“O monstro está na ativa novamente”.

“Eu conheço muitos sobreviventes de estupro e trauma, que externalizam isso sexualmente. As feridas que eles carregam são profundas. Eu rezo por eles. A hora que saiu essa história [de James Benett] é suspeita. Asia ainda foi estuprada por Harvey Weinstein”

Em maio, Asia Argento fez um discurso forte no Festival de Cannes, definindo o evento como o “campo de caça” de Weinstein. Ela contou ter sido estuprada por ele lá em 1997, quando tinha 21 anos. A atriz era namorada de Anthony Bordain.

 

VMA: Eis que Madonna aparece Asia Argento responde à acusação de assédio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.