Ronan Farrow é filho do diretor Woody Allen com a atriz Mia Farrow ( sim, tem teorias de que ele seria filho de Frank Sinatra) contou uma história bastante preocupante para o The Hollywood Reporter. Ativista e jornalista, foi ele quem assinou algumas das reportagens que no fim de outubro do ano passado desencadearam a onda de denúncias contra Harvey Weinstein. Em represália, recebeu ameaças por telefone e foi seguido nas ruas por homens misteriosos.

Farrow investigava os fatos e quanto mais se aprofundava, mais era pressionado por telefonemas ameaçadores, a ponto de precisar deixar seu apartamento, em Nova York. Ele conta que muitas pessoas o a conselharam a deixar o assunto de lado

Harvey Weinstein revela como os homens mais poderosos deste país têm influência em cada tipo de instituição.”

Ronan Farrow também comentou o caso que envolve sua família, no qual sua irmã mais velha, Dylan Farrow, acusa o pai, Woody Allen, de molestá-la quando ela tinha 7 anos. Ele já tratou desse assunto em um artigo publicado em 2015, onde se firmou do lado da irmã:

“Eu precisei decidir ao longo do ano anterior, quando a minha irmã estava prestes a reiterar suas acusações, o que eu ia fazer. Eu precisei olhar todas as evidências e percebi: ‘Oh, m*, isso é verossímil, isso é real, não posso evitar. Fiquei em uma posição que seria antiético não responder.’”

Lembrem-se que em 1993, Allen processou Mia Farrow e inclusive pediu a guarda de Ronan, e seus filhos adotivos Dylan e Moses. O diretor já estava com Soon-Yi Previn, filha adotiva de Mia com Andre Previn. Como Allen já havia sido acusado de molestar Dylan, o juiz concedeu a guarda dos filhos a Mia.

No pós Globo de Ouro, Dylan Farrow voltou a se manifestar. Apoiou o emocionante discurso de Oprah Winfrey, mas criticou quem diz apoiar a causa, mas participa de filmes do seu pai:

“Apoio totalmente mulheres que tomam uma posição, dando seus braços a outras mulheres (e homens) e advogando a favor de uma à outra para concretizar uma mudança, não só na indústria do entretenimento, mas no mundo como um todo. Este é um objetivo válido e admirável, espero que essas mulheres mudem o mundo. Tendo dito isso, é muito difícil compreender como pessoas se juntam ao movimento sem aceitar suas responsabilidades pessoais quanto à forma que suas palavras e decisões ajudaram a perpetuar a cultura que estão combatendo”

Que tiro foi esse, Blake Lively e Justin Timberlake? Ambos trabalharam com Woody Allen (em Café Society e Roda Gigante). Lembrando que  Kate Winslet também está nesse bolo.

“Tenho dificuldades em entender como uma mulher que acredita que Woody Allen empodera as mulheres possa reivindicar um papel como uma partidária das mulheres que sofrem por causa dos assédios sexuais. Tenho dificuldades em entender como uma poderosa força como Justin Timberlake possa declarar que está impressionado pela força das mulheres e ficar ao lado delas neste momento #MeTooe na frase seguinte dizer que trabalhar com Woody Allen foi um sonho que virou realidade”

Não é a primeira vez que Dylan se manifesta em relação à onda pós Weinstein. Em dezembro, em artigo no Los Angeles Times ela denunciando o apoio que a indústria continua a manifestar à Woody Allen.

Woody Allen, que nega as acusações feitas por Dylan Farrow, esteve envolvido em um outro escândalo recente: o conteúdo de seus arquivos pessoais foi revelado e descrito como cheio de ideias e anotações repletas de misoginia e uma obsessão por jovens e adolescentes.

Já o produtor Harvey Weinstein segue sob investigação, são acusações de mais de 60 mulheres. Em tratamento, internado em um clínica para se livrar do que chama de “vício em sexo” , Weinstein recebeu um soco de uma homem identificado como Steve, depois de jantar com amigos no restaurante Elements, na cidade de Scottsdale.

Weinstein estava acompanhado de seu coach de tratamento. Steve teria se aproximado de Weinstein pedindo uma foto, o que o produtor se recusou a fazer. Logo depois, filmado pelos amigos, Steve se aproximou de Weinstein e berrou:

“Você é  um m*rda pelo que fez com aquelas mulheres!”

E lascou dois socos no rosto do produtor. Um amigo do agressor se aproximou de Weinstein para pedir desculpas, o produtor não reportou o acontecido à polícia.

Cineminha? Animação para os pequenos, filme que consagrou ator no Globo de Ouro e um drama de ação com Jackie Chan Danuza talvez concorde com Catherine Deneuve. Já algumas francesas, não

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.